SUS vai oferecer 11 novos tratamentos de câncer

A rede pública tem 121 tipos de procedimentos na área. O Ministério da Saúde estima gastar 121% a mais em comparação a 2011.

Comentar
Compartilhar
03 JAN 201310h50

O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira (2) a inclusão de 11 procedimentos cirúrgicos oncológicos na tabela do Sistema Único de Saúde (SUS). Até agora, eram 121 tipos de procedimentos nesta área. O governo vai gastar 121% a mais do que em 2011, somando R$ 380,3 milhões para cirurgias oncológicas.

Os novos procedimentos autorizados são linfadenectomia mediastinal, linfadenectomia seletiva guiada – mais conhecida como “linfonodo sentinela”, reconstrução para fonação (a tabela do SUS incluía a prótese, mas não o ato operatório da sua implantação), traqueostomia transtumoral, ressecção de pavilhão auricular, ressecção de tumor glômico, ligadura de carótida, colecistectomia, ressecção ampliada de via biliar extra-hepática, reconstrução com retalho osteomiocutâneo e timectomia.

Entre 2010 e 2012, os gastos do governo federal com assistência oncológica aumentaram 26%, passando de R$ 1,9 bilhão (em 2010) para R$ 2,4 bilhões (estimativa de 2012).

Entre 2010 e 2012, os gastos do governo federal com assistência oncológica aumentaram 26%. (Foto: Júpiter Imagens)