Surto de gripe não é motivo para cancelamento de viagem para os EUA, diz ministério

De acordo com o Ministério da Saúde, os sorotipos virais que estão circulando são o influenza H3N2 e o influenza B.

Comentar
Compartilhar
14 JAN 201317h10

Diante do aumento de casos de gripe em alguns estados dos Estados Unidos, o governo brasileiro divulgou hoje (14) orientações para quem está no país ou planeja visitar. De acordo com o Ministério da Saúde, os sorotipos virais que estão circulando, de maneira predominante, nos Estados Unidos e no Canadá são o influenza H3N2 e o influenza B. A vacina aplicada em países do Hemisfério Sul, incluindo o Brasil, no primeiro semestre de 2012, protege contra os dois tipos.

“Não há recomendação de cancelamento de viagens para esses países por parte da Organização Mundial da Saúde (OMS) ou do Ministério da Saúde”, destacou o comunicado da pasta.

A orientação é que os viajantes para essas localidades ou para qualquer país na estação do inverno fiquem atentos aos cuidados de prevenção à influenza. O alerta maior é para os grupos sujeitos aos casos mais graves da doença, como idosos, crianças menores de 2 anos, mulheres grávidas e pessoas com doenças que afetam a imunidade.

Os cuidados são:

• Evitar o contato com pessoas doentes;

• Lavar as mãos com água e sabão ou higienizá-las com álcool em gel várias vezes ao dia;

• Proteger a tosse e o espirro com lenço descartável;

• Quem estiver viajando e apresentar sintomas como febre acompanhada de tosse ou dor na garganta e dor de cabeça deve procurar imediatamente atendimento médico para que o profissional avalie a necessidade de prescrever antivirais específicos;

• Não há obrigatoriedade da vacinação antes de viajar. Quem buscar a dose, disponível em clínicas privadas, deve observar cuidadosamente o prazo de validade, pois a vacina contra a influenza é preparada apenas para uso durante o inverno naquele ano específico (no caso, 2012). A vacina leva pelo menos duas semanas para fazer efeito.