Saúde intensifica ações contra dengue na Ilha Caraguatá

De 1º de janeiro até a última quarta-feira (24), Cubatão registrou 25 casos. Outros 157 aguardam coleta ou resultado de sorologia

Comentar
Compartilhar
26 MAR 201513h28

A Secretaria de Saúde de Cubatão intensificou esta semana as ações de combate à dengue na Ilha Caraguatá. O bairro concentra 64% dos casos confirmados no Município: 16. De 1º de janeiro até a última quarta-feira (24), Cubatão registrou 25 casos. Outros 157 aguardam coleta ou resultado de sorologia.

Os números, segundo a diretora do Departamento de Vigilância Ambiental à Saúde, Maria Adelaide Gonzalez, ainda não são preocupantes, "mas em relação à dengue, sempre é necessário ficar atento e se antecipar com ações preventivas".

O município conta atualmente com 50 agentes de combate à dengue e equipe capacitada para utilizar nebulizadores. "Neste momento, Cubatão não necessita solicitar reforço à Secretaria de Estado da Saúde, já que outras cidades, com maior número de casos e em situação de epidemia, têm prioridade", comentou Maria Adelaide.

A Secretaria de Saúde de Cubatão intensificou esta semana as ações de combate à dengue na Ilha Caraguatá (Foto: Divulgação)

As ações de combate ao mosquito aedes aegypti ocorrem de forma integrada. Além das visitas casa a casa com a distribuição de folhetos educativos, os agentes contam com o apoio das lideranças comunitárias e religiosas.
Esta semana houve também ações educativas na escola do bairro, a Unidade Municipal de Educação Rui Barbosa. De forma lúdica, 70 crianças foram envolvidas em rodas de conversa, jogos cooperativos, dança e contação de histórias, tendo sempre a dengue como foco central. Os pequenos também puderam ver de perto uma amostra com larvas do mosquito.

Casos - Maria Adelaide detalhou que o município realiza o mapeamento dos casos por geoprocessamento (processo informatizado de dados georreferenciado). Além da Ilha Caraguatá, ocorreram notificações confirmadas na Cota 200, Jardim Costa e Silva, Vila São José, Costa Muniz e Vila Elisabeth.

Atualmente Cubatão conta com 11 Unidades de Saúde da Família e 7 Unidades Básicas de Saúde. Para atendimento de urgência e emergência, tem uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e dois prontos-socorros, Central e Infantil, todos com profissionais e equipamentos necessários para o atendimento a casos de dengue e da febre chikungunya.