Santos vacina mais de 88 mil pessoas contra a Gripe A (H1N1)

Porém, o Município tem baixa procura de gestantes e adultos de 20 a 29 anos que têm prioridade até esta sexta-feira

Comentar
Compartilhar
20 JAN 201315h06

Segundo a Vigilância em Saúde de Santos, 88.031 pessoas de todas as faixas etárias priorizadas pelo Ministério da Saúde já foram imunizadas em Santos contra o vírus Influenza A (H1N1).

A chefe do Departamento de Vigilância em Saúde de Santos, Iraty Nunes Lima, disse que até ontem haviam sido vacinadas 49,9% das gestantes. O calendário para imunização das grávidas e adultos de 20 a 29 anos, determinado pelo Ministério da Saúde, encerra hoje, mas Iraty esclareceu que as gestantes podem procurar as unidades básicas de saúde do Município até o final da campanha nacional de imunização, no dia 21 de maio.

Iraty ressaltou que é importante a imunização das gestantes porque na pandemia de Gripe A (H1N1), no ano passado, 22% das mulheres que contraíram a doença eram gestantes.

Em Santos, as doses são fornecidas nas 20 unidades básicas de saúde e 10 unidades de saúde da família, que em sua maioria funciona das 9h às 16h. Pronto-socorros não aplicam a dose da vacina.

A vacina é totalmente segura e pode ser aplicada em qualquer fase da gestação, sem prejuízo à mãe ou ao feto. Os recém-nascidos acabam protegidos, indiretamente, pelos anticorpos ransplacentários. É essencial que as grávidas se protejam, uma vez que o índice de mortalidade deste grupo, no ano passado, foi 50% maior do que no restante da população.

Conforme último boletim fechado feito pela Vigilância em Saúde, com base nas populações estimadas, já foram vacinadas 6.877 crianças de 6 meses a 2 anos incompletos (84,38%), 28.550 adultos de 20 a 29 anos (44,02%), 8.241 adultos de 30 a 39 anos (13,07%), 2.678 gestantes (49,29%), 13.336 trabalhadores em saúde (319,7%), 25.602 portadores de doenças crônicas menores de 60 anos (125%) e 2.747 portadores de doenças crônicas maiores de 60 anos (17,64%).

Iraty afirmou que somente a população idosa de Santos é estimada entre 76 mil a 77 mil pessoas, o que corresponde a 18% dos habitantes. A recomendação do Ministério da Saúde é imunizar ao menos 80% da população de Santos, de acordo com Iraty.

2a dose para crianças

Iraty esclareceu que a Secretaria Municipal de Saúde está aguardando a chegada da segunda dose da vacina para crianças. Ela explicou que o intervalo mínimo entre a primeira dose e a segunda é de 30 dias, mas ela orienta que as mães que procurarem os postos de vacinação e não encontrarem as vacina devem deixar nome e telefone. Essas mães serão avisadas quando a segunda dose estiver disponível para as crianças.

Embora a vacina seja restrita para crianças de 6 meses a 2 anos incompletos, crianças com 2 anos completos que forem portadoras de doenças crônicas como bronquite, por exemplo,  podem ser imunizadas.

Idosos

Prevista inicialmente para começar neste sábado (24), a campanha de vacinação de idosos contra a gripe comum foi adiada por duas semanas pelo Ministério da Saúde. O motivo é o atraso na entrega das doses da vacina, que são produzidas pelo Instituto Butantan, em São Paulo. Com isso, a campanha terá início no dia 8 de maio e se estenderá até 21 de maio.

Cronograma da campanha

Na fase de 24 de abril a 7 de maio — quarta etapa da vacinação — receberão a vacina contra a gripe A (H1N1) os idosos com 60 anos ou mais portadores de doenças crônicas. Na quinta e última etapa — de 10 a 21 de maio — serão vacinadas pessoas com idades entre 30 e 39 anos.