Santos tem dados de câncer incluídos no sistema do INCA pela primeira vez

De forma inédita, as informações sobre a incidência de câncer em Santos estão incluídas no banco de dados do INCA, ligado ao Ministério da Saúde.

Comentar
Compartilhar
19 MAR 201412h22

De forma inédita, as informações sobre a incidência de câncer em Santos estão incluídas no banco de dados do INCA (Instituto Nacional de Câncer), ligado ao Ministério da Saúde.
A notícia foi divulgada pela Secretaria Municipal de Saúde na manhã de terça-feira (18), durante o I Encontro para divulgação, atualizações e perspectivas da vigilância do câncer – Registro de câncer de base populacional de Santos.

O evento reuniu no auditório do Med Center profissionais ligados ao setor de diagnóstico da doença, como laboratórios e hospitais. As informações consolidadas são referentes a 2008 e estão no portal do INCA (www.inca.gov.br).

Anteriormente era possível traçar apenas o perfil de mortalidade, mas agora, com uma equipe trabalhando desde o ano passado no registro e busca-ativa de casos, é possível conhecer a real incidência da doença. “Melhorar a qualidade da informação nos permite conhecer os problemas, entender o que acontece e tomar medidas em tempo adequado, planejando as ações de saúde pública e investindo em prevenção”, destacou o secretário de Saúde, Marcos Calvo, durante a abertura do evento.

O evento reuniu no auditório do Med Center profissionais ligados ao setor de diagnóstico da doença, como laboratórios e hospitais

O câncer é a segunda causa de mortalidade em Santos, acompanhando a tendência mundial.

Números

O registro de base populacional permite conhecer dados separados por tipo de câncer, sexo e faixa etária. Em Santos, nas mulheres prevalecem os de mama, pele, útero e intestino, enquanto nos homens, de pele, próstata, pulmão e intestino.

No ano, analisado a incidência foi de 460 casos por 100 mil habitantes, com 198 óbitos por 100 mil habitantes. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, a estimativa para o ano de 2030 é incidência de 27 milhões de casos de câncer, 17 milhões de mortes e 75 milhões de pessoas vivas anualmente com a doença.

O evento teve apoio da Med Center e da Delegacia Sindical de Santos – Sindicato Nacional dos Analistas Tributários da Receita Federal do Brasil.

Foto: Susan Hortas