Santos recebe nova remessa de doses para campanha contra sarampo e pólio

A campanha, voltada para crianças de um ano a menores de cinco anos, é realizada em 17 policlínicas ate o final do mês e contará com um segundo Dia D no próximo sábado (18)

Comentar
Compartilhar
14 AGO 2018Por Da Reportagem18h01
O estoque da vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) estava baixo, com poucas doses em algumas unidadesO estoque da vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) estava baixo, com poucas doses em algumas unidadesFoto: Francisco Arrais/PMS

No final da tarde de segunda (13), a Secretaria de Saúde de Santos recebeu do Grupo de Vigilância Epidemiológica (GVE), do governo estadual, uma nova remessa de doses das vacinas contra o sarampo e a poliomielite para a continuidade da imunização no Município.

A campanha, voltada para crianças de um ano a menores de cinco anos (até 4 anos, 11 meses e 29 dias), é realizada em 17 policlínicas ate o final do mês e contará com um segundo Dia D no próximo sábado (18).

O estoque da vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) estava baixo, com poucas doses em algumas unidades. O reabastecimento das policlínicas participantes da campanha e demais unidades para a rotina será realizado ao longo desta terça (14) e quarta (15).

Em Santos, o público-alvo é de 17 mil crianças da faixa etária, sendo a meta do Ministério da Saúde a imunização de pelo menos 95%, que representam 16 mil crianças de um a menores de cinco anos.

Devem tomar as doses das vacinas mesmo as crianças já imunizadas anteriormente. Não podem tomar as doses as crianças vacinadas nos últimos 30 dias, as quais também são computadas para a meta da campanha.

Até o momento, Santos já aplicou, nas unidades públicas e particulares, um total de 9.465 doses contra a pólio (55,54% do total) e 9.436 contra o sarampo (55,37%). A Cidade tem a maior faixa de cobertura da Baixada Santista.

MENINGITE

Os estoques da vacina meningocócica C, que previne contra a doença meningocócica tipo C, também estava perto do final e esgotada na maioria das policlínicas da Cidade. O GVE repassou um lote de 800 doses desta vacina, apesar da solicitação de 2 mil doses feita pelo Município. A distribuição às policlínicas também será feita nesta terça e quarta pela Seção de Vigilância Epidemiológica (Seviep).

A redução dos repasses das vacinas é consequência de problemas dos repasses pelo Ministério da Saúde aos governos estaduais e, consequentemente, aos municípios. A vacina meningocócica C é aplicada em doses aos três meses, cinco meses e 12 meses de vida e aos 12 ou 13 anos.