Santos inicia Campanha de Vacinação contra Influenza em maio

O objetivo é imunizar 80% do grupo-alvo, o que corresponde a 133 mil pessoas

Comentar
Compartilhar
14 ABR 201518h09

A fim de proteger a população contra os tipos mais perigosos da gripe ( A/H1N1, A/H3N2 e Influenza B), o Departamento de Vigilância (Devig), da Secretaria de Saúde, realiza campanha entre os dias 4 e 22 de maio em todas as policlínicas e unidades de saúde da família (USF). O objetivo é imunizar 80% do grupo-alvo, o que corresponde a 133 mil pessoas.

“Santos encontra-se acima da meta, visto os números comparativos dos dois últimos anos”, enfatiza Márcia Sucomine, chefe do Devig. Segundo os dados, a Cidade imunizou 101,78% do grupo-alvo em 2013 (105.796 doses) e 112% em 2014 (145.243 doses).

E não é coincidência: chegada a meia-estação, os casos de gripe aumentam significativamente. “Isso ocorre porque as pessoas tendem a estar aglomeradas em ambientes fechados, provocando maior facilidade na transmissão dos inúmeros vírus causadores dos variados tipos de influenza”.

Campanha será realizada entre 4 e 22 de maio em todas as policlínicas e unidades de saúde da família (Foto: Divulgação)

A vacina é fornecida gratuitamente pelo Ministério da Saúde a um grupo prioritário formado por idosos com 60 anos ou mais, crianças entre seis meses e cinco anos de idade, gestantes, puérperas (mulheres no período de até 45 dias após o parto), doentes crônicos, entre outros.

Sintomas e cuidados

Transmitida via secreções, a  gripe é uma doença aguda que pode durar até duas semanas. A enfermidade é caracterizada por febre, dor de cabeça, mal-estar, dores musculares e calafrios, além de sintomas respiratórios como tosse seca, dor de garganta e coriza. Adquirida, resta ao paciente apenas cuidados paliativos.

Não há cura para a gripe e a imunização, aliada a certos cuidados de higiene, ainda é a melhor forma de se prevenir. Entre eles, a constante higienização das mãos. “A pessoa tosse ou espirra e apara com as mãos que, por sua vez, seguram corrimãos, maçanetas e cumprimentam”, diz Márcia. Para minimizar as chances de contágio, a dica é lavá-las  utilizar álcool gel após os contatos.?