Santos disponibiliza programa de saúde bucal para bebês

O programa está disponível nas unidades básicas dos bairros, acompanhando as crianças dos primeiros meses até que nasça o último dente de leite, em torno dos dois anos e meio

Comentar
Compartilhar
26 MAR 201418h03

Quem pensa que só deve se preocupar com a higiene bucal do bebê quando começam a nascer os dentinhos está enganado. A saúde depende dos cuidados desde os primeiros dias de vida. Para garantir esta qualidade, a Secretaria de Saúde de Santos desenvolve o Programa Odontológico de Bebês nas unidades básicas dos bairros, acompanhando as crianças dos primeiros meses até que nasça o último dente de leite, em torno dos dois anos e meio.

Fazer com que a criança perca o medo e se habitue à higienização são estratégias do trabalho. “A boca do bebê deve ser higienizada com uma gaze ou fralda limpa e água filtrada, enrolada no dedo, passando na bochecha, gengiva e ponta da língua. Quando os primeiros dentinhos nascem é preciso fazer essa limpeza neles também”, detalha a dentista Maria Aparecida Neves Santos, da UBS Alemoa/Chico de Paula.

A consulta é feita a cada dois meses, para limpeza, orientação e aplicação de flúor específico para criança. As mães também aprendem como iniciar a escovação quando nascem os dentes posteriores.  Já se a criança chega tardiamente, com algum problema, o trabalho tem outra rotina. Os dentistas aplicam produto para estacionar as cáries, impedindo dores e permitindo a restauração assim que a criança crescer um pouco e ganhar confiança.  Quando completa a dentição, a criança é encaminhada para a Odontopediatria, com consulta a cada seis meses, até os 12 anos.

A cidade de Santos disponibiliza programa de saúde bucal para bebês (Foto: Divulgação)

Cuidados começam na maternidade

Em Santos, a prevenção começa quando o bebê nasce. Na Maternidade Municipal Dr. Silvério Fontes, na Zona Noroeste, antes da alta os bebês já recebem a visita da dentista Patrícia de Almeida Corazza. “Uma boa dentição de leite garante espaço para os dentes permanentes nascerem saudáveis. A amamentação no peito também é fundamental para a saúde bucal, pois estimula o desenvolvimento da arcada e da face, além da respiração correta”, explica.  O programa se integra à rede de cuidados Mãe Santista, visando qualidade de vida da mãe e bebê.