Santa Casa será credenciada como Hospital de Ensino

Anúncio foi feito ontem durante a celebração dos 464 anos de fundação do hospital

Comentar
Compartilhar
24 FEV 201321h50

A Irmandade Santa Casa de Misericórdia de Santos se tornará um Hospital de Ensino. O anúncio foi feito ontem, pelo secretário de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde, José Carvalho de Noronha, durante a celebração dos 464 anos de fundação da Santa Casa. A solenidade, realizada ontem, no auditório do hospital, contou com as presenças do provedor da Santa Casa, Manoel Lourenço das Neves, os deputados federais Michel Temer (PMDB) e Márcio França, os deputados estaduais Luciano Batista, Maria Lúcia Prandi e Paulo Alexandre Barbosa, os prefeitos João Paulo Papa (Santos) e Alberto Mourão (Praia Grande), entre outras autoridades.

Noronha explicou que com a implantação do Hospital Escola para a qualificação dos profissionais da Saúde, a Santa Casa receberá um aporte adicional em torno de 10% a 20% sobre o repasse da verba SUS, do Governo Federal. “A comissão interministerial dos Ministérios da Educação e da Saúde já deram o parecer. A Santa Casa de Santos demonstrou que já cumpriu todos os requisitos para se credenciar como um hospital de ensino.

E, nas próximas semanas vai ser assinado um ato conjunto entre os ministros da Saúde (José Gomes)Temporão, e (Fernando) Haddad. Com essa portaria publicada, a Santa Casa passará a ser reconhecida como Hospital de Ensino, e, portanto, fazer jus ao aporte adicional que será negociado com a Secretaria de Saúde de Santos”. 

Segundo Noronha, só no ano passado, foram repassados à Santa Casa R$ 28 milhões para os procedimentos de média e alta complexidade SUS. Até agosto deste ano, a verba destinada foi de R$ 18 milhões. O repasse é feito às unidades de saúde que atendem SUS, pela Prefeitura. “Certificada como Hospital de Ensino, essa instituição terá mais recursos financeiros e acesso a recursos tecnológicos de ponta. É isso que significa na prática para o paciente a certificação da Santa Casa”, declarou Papa, complementando que a formalização do novo contrato com a Santa Casa será formalizada nos próximos dias.

R$ 200 mil

O hospital mais antigo de Santos receberá ainda uma dotação de R$ 200 mil do Estado. Os recursos, solicitados pelo deputado Paulo Alexandre Barbosa, por emenda, foram aprovados. O termo para a liberação da verba foi assinado ontem por Gilberto Simão Elias – representando o secretário de Estado da Saúde, Luiz Roberto Barradas Barata — e pelo secretário municipal de Saúde, Odílio Rodrigues Filho.

De acordo com o diretor-superintendente da Santa Casa, Erimar Carlos Brehme de Abreu, esse aporte será investido na compra de um mamógrafo e de uma capela de fluxo laminada para o laboratório. A capela é um espaço esterilizado para manipulação de materiais e medicamentos.

Prédio Novo

Outra novidade foi a apresentação do projeto para a construção do prédio anexo da Santa Casa. O contrato do projeto foi assinado ontem entre a provedoria e o arquiteto Carlos Eduardo Pompeo. O edifício terá cinco andares e oferecerá mais 150 leitos. O provedor da Santa Casa, Manoel Lourenço da Neves afirmou que com o novo edifício os atendimentos e o corpo clínico do hospital serão ampliados. “Devemos contratar mais de 150 funcionários, hoje temos 2.785”. Porém, Neves afirmou que o orçamento prévio para a construção do edifício ainda não foi definido.