X
Saúde

Praia Grande implanta Posto de Coleta de Leite Humano

Equipamento vai ajudar a salvar vidas de bebês recém-nascidos

O leite materno ajuda a reduzir a mortalidade dos bebês / Divulgação

Praia Grande implantou o Posto de Coleta de Leite Humano nesta  terça-feira (25). O local fica no Centro Especialização de Reabilitação (CER), na Av. Dr. Roberto de Almeida Vinhas, 8813, Mirim e vai funcionar de segunda a sexta-feira, das 8 às 17h.

A sala é climatizada, equipada com poltrona, freezer para conservação  do leite doado e conta também com uma equipe especializada composta  por médico pediatra, enfermeiro e nutricionista para atender as  mulheres que desejam doar seu leite. O Posto de Coleta tem uma  parceria com o Banco de Leite Humano de Peruíbe, para onde leite doado  será enviado, passará por análises físico-químicas e microbiológicas e pasteurizado (processo térmico que garante a qualidade do leite e mata  microorganismos que poderiam causar doenças).

Em visita técnica ao local, a prefeita de Praia Grande, Raquel Chini,  destacou que o Posto de Coleta vai colaborar com as vidas do bebês  recém-nascidos e proporcionar incentivo à amamentação. “Agradeço a todos os envolvidos nesse projeto, o Banco de Leite de Peruíbe pela  parceria e, principalmente, às mamães que são as protagonistas, que  vão realizar as doações e salvar vidas com este ato de amor”, disse.

O leite materno ajuda a reduzir a mortalidade dos bebês. Além disso,  protege contra infecções e outras enfermidades. O secretário de Saúde  interino, José Isaías Costa Lima, explicou que o novo serviço vai ajudar a reduzir os indicadores de mortalidade infantil no município.  “A cidade já vem numa decrescente em relação aos números, que é muito  positivo. Agora com o Posto de Coleta, esperamos reduzir ainda mais os índices de Praia Grande”.

A maioria das mulheres que amamentam produz mais do que o necessário  para alimentar o bebê, especialmente do terceiro ao quinto dia após o  parto. A produção do leite depende do esvaziamento da mama e quanto  mais a mulher faz isso, mais leite ela será capaz de produzir. “A  coleta é simples e pode ser feita em qualquer quantidade, a doação só  traz benefícios para as mães e bebês, e ainda ajuda a salvar vidas de outras crianças. “Cada mamãe recebe um kit composto por pote  esterilizado, touca, gaze, avental e máscara descartável para que a  coleta possa ser feita também em casa, congelada e, posteriormente,  recolhida pela equipe”, explica a enfermeira responsável pelo Posto,  Nathamy Jannuzzi, que é especialista em obstetrícia pelo Hospital  Albert Einstein.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Disque Amamentação

A central telefônica Acolhe PG iniciou um atendimento específico para  as novas e futuras mamães. É o Disk Amamentação, um canal direto com  profissionais capacitados em fornecer orientações e tirar dúvidas a  respeito do tema, seja por telefone ou por Whatsapp. O objetivo é  reforçar a importância do aleitamento materno para manter os bebês  saudáveis e diminuir a mortalidade infantil.

O atendimento ocorre pelo telefone 3496-5262 de segunda à sexta-feira,  das 9h às 16h por ligação ou mensagem. Nesse período, pediatras,  nutricionistas, fisioterapeutas e demais profissionais de saúde  capacitados em aleitamento materno estarão à disposição para tirar as  dúvidas das munícipes e também de profissionais da rede que necessitem  apoio técnico.

E nos casos em que a dúvida indique um acompanhamento presencial, a  paciente será encaminhada pelo próprio serviço para a sua Unidade de  Saúde da Família (Usafa) ou para o Posto de Coleta de Leite Humano que  também conta com pediatra, nutricionista e enfermeira.

A amamentação é recomendada pelo Ministério da Saúde para crianças  pelo menos até dois anos ou mais, sendo, de maneira exclusiva, até os  seis meses. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das  Nações Unidas para a Infância (Unicef), cerca de 6 milhões de vidas  são salvas todos os anos devido ao aumento das taxas de amamentação  exclusiva até o sexto mês de idade.

Acolhe PG

Além do Disk Amamentação, o Acolhe PG oferece o  acompanhamento de pacientes, atendimento específico de gestantes de  alto risco, agendamento de consulta nas Especialidades Médicas, além  do atendimento e monitoramento dos casos suspeitos e confirmados da  covid-19. Esse serviço em específico funciona de segunda a  sexta-feira, das 8h às 20h, e aos sábados, domingos e feriados das 8h  às 17h. O atendimento ocorre pelos telefones 162 e 3496-2281.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Guarujá

Workshop sobre de gestão portuária e empresarial acontece na quinta-feira (30)

As inscrições podem ser realizadas até a próxima segunda-feira (27); haverá certificação internacional para os participantes

Litoral Norte

Inverno quente no Circuito Litoral Norte de São Paulo: atrativos e eventos agitam a temporada

Mesmo durante a estação mais fria do ano, as cinco cidades continuam formando um dos principais destinos do estado para curtir a natureza

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software