Páscoa: cuidado ao comprar, armazenar e preparar peixes

É preciso ter atenção redobrada não só apenas na hora de comprar pescados, mas também no preparo e na conservação dos alimentos.

Comentar
Compartilhar
19 ABR 2019Por Da Reportagem08h23
O armazenamento e o preparo do alimento deve seguir algumas regras.Foto: Reprodução/Internet

Como tradição, o peixe é um dos alimentos mais consumidos nessa época. Segundo o Centro de Vigilância Sanitária estadual, é preciso ter atenção redobrada não só apenas na hora de comprar pescados, mas também no preparo e na conservação dos alimentos.

Ao escolher o local de compra do alimento, é importante certificar-se de que o ambiente e os atendentes mantêm organização e limpeza, e ainda observar as condições de armazenamento e conservação do produto - os peixes devem ser mantidos a uma temperatura entre 0°C e 2°C.

Ao chegar em casa, é preciso armazenar imediatamente na geladeira ou no freezer. Para preparar, mantenha sob refrigeração - nunca descongele pescados na temperatura ambiente.

Cada tipo de pescado apresenta uma aparência adequada que deve ser observada antes de comprar: peixes frescos não podem ter manchas, furos ou cortes na superfície, mas sim escamas bem firmes e resistentes, translúcidas e brilhantes, pele úmida e brânquias de cor avermelhada ou rosa.

Em relação ao bacalhau, a presença de manchas escuras, amolecimento e o odor desagradável são características que indicam que o produto não está apropriado para consumo.

"Pescados, se não preparados imediatamente, devem ser mantido no máximo por cinco dias na geladeira", explica a diretora do Grupo de Alimentos do Centro de Vigilância Sanitária estadual, Luana Gimenez Lopes. 

Colunas

Contraponto