Pacientes com câncer de mama participam de campanha que incentiva a autoestima

A Campanha Encontro com a Autoestima já passou por diversas cidades do País e chega à Santos na próxima semana. A iniciativa leva às pacientes que a autoestima é a melhor escolha contra a doença

Comentar
Compartilhar
21 OUT 201315h52

A AstraZeneca realiza a Campanha Encontro com a Autoestima na Clínica CITAC e no Hospital Ana Costa, em Santos. A ação, que ocorre desde 2009, já passou por diversas cidades brasileiras e tem o objetivo de levar informações sobre câncer de mama - o mais incidente entre as mulheres, segundo o Instituto Nacional do Câncer - às mulheres que enfrentam a doença. Até o momento foram 94 ações e mais de 60 instituições já receberam o projeto, com a participação de aproximadamente 3.200 pacientes e cuidadores. Somente em 2012 foram realizadas 25 ações, com a participação de 992 pacientes.

A cada encontro, as convidadas assistem a palestra de uma ex-paciente e têm a oportunidade de trocar experiências e tirar dúvidas. A programação conta ainda com um desfile de moda, em que as mulheres são incentivadas a usar acessórios e posar para um fotógrafo profissional na ‘Passarela da Vida’. “A descoberta do câncer de mama abala muito as mulheres. O medo e os reflexos do tratamento da doença, como a queda dos cabelos ou a retirada dos seios, mexem com a autoestima. Nosso trabalho é  fazer com que elas voltem a se aceitar, a se amar e acreditar na sua imensa capacidade de superação. A produção fotográfica, os acessórios usados na palestra, as dicas de como usar os lenços e a troca de experiências ajudam a mostrar que elas continuam bonitas e, sobretudo, fortes afinal a vida tem o peso que damos a ela”, afirma Elizabete Duarte, psicóloga e responsável por uma das palestras.

Durante o encontro, as participantes recebem informações em um material exclusivo, voltado para as próprias pacientes, com informações sobre a doença, tratamentos disponíveis, dicas para uma melhor qualidade de vida, autoestima e sexualidade, além de conselhos sobre como lidar com a doença.

“Nosso foco é trabalhar a humanização, o resgate e manutenção da autoestima, que muitas vezes é difícil de ser restabelecido. Acreditamos que com isso, as mulheres ganham mais confiança para superar as dificuldades. E a melhor maneira que vimos para conseguir isso foi propiciar às pacientes um espaço confortável para compartilhar seus sentimentos e transformar a situação em que vivem, a fim de realmente fazer a diferença na vida dessas pessoas”, afirma Simone Rocha, Gerente de Grupo Oncologia da AstraZeneca.

A ação já passou por diversas cidades brasileiras e tem o objetivo de levar informações sobre câncer de mama às mulheres que enfrentam a doença (Foto: Divulgação)