Ocupação de UTIs ultrapassa 71% em hospitais privados de São Paulo

Em 20% dos hospitais ocupação de vagas está acima de 90%, diz SindHosp

Comentar
Compartilhar
15 JAN 2021Por Agência Brasil11h40
Os estabelecimentos pesquisados têm um total de 1.986 leitos de UTI e 4.628 leitos clínicosFoto: REUTERS / Amanda Perobelli/direitos reservados

A taxa de ocupação de leitos em unidades intensivas de tratamento (UTIs) destinados a pacientes com covid-19 está acima de 71% em 72% dos hospitais particulares do estado de São Paulo. O dado faz parte de um levantamento do Sindicato dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo (SindHosp). Segundo a pesquisa, em 20% dos hospitais a ocupação das vagas de UTI está acima de 90%.

O levantamento foi feito entre os dias 11 e 13 de janeiro, ouvindo 76 hospitais em todo o estado (20% do total). Os estabelecimentos pesquisados têm um total de 1.986 leitos de UTI e 4.628 leitos clínicos.

A grande maioria (86%) dos hospitais informou que nos dez primeiros dias de janeiro registraram um aumento do número de internações por covid-19. Segundo a pesquisa, 28% dos hospitais aumentaram o número de leitos clínicos destinados a pacientes com o novo coronavírus e 26% ampliaram a capacidade de UTI para atender as pessoas infectadas pela doença.

Em relação aos leitos clínicos, a ocupação estava em até 40% para 23% dos hospitais, e entre 91% e 100% em 36% dos estabelecimentos de saúde.

Estão preparados para aumentar o número de leitos para cuidar dos pacientes com coronavírus, 63% dos hospitais.