Obras da Policlínica da Areia Branca são adiadas de novo

De acordo com a Prefeitura, "falta terminar serviços de acabamento como pintura e arremates finais"

Comentar
Compartilhar
10 DEZ 2019Por Caroline Souza07h12
Políclinica ainda precisará passar por serviços de acabamento, segundo a PrefeituraFoto: Nair Bueno / Diário do Litoral

A Prefeitura de Santos adiou novamente a conclusão da obra civil da Policlínica Areia Branca. Em julho, a Administração Municipal prometeu que o equipamento ficaria pronto em novembro. Agora, diz que será entregue ainda este mês.

De acordo com a Prefeitura, "falta terminar serviços de acabamento como pintura e arremates finais".

O Diário do Litoral vem acompanhando a situação da policlínica desde o anúncio de sua construção, em julho de 2014. Se o cronograma inicial tivesse sido cumprido, a Policlínica Areia Branca teria sido entregue no final de 2015. No entanto, a obra que deveria durar dez meses para ficar pronta, se arrasta por quatro anos.

Para usufruir do equipamento, os moradores do bairro terão que aguardar até o início de 2020. Após a conclusão da obra civil, a expectativa é que a unidade seja inaugurada no primeiro trimestre do próximo ano. O investimento total da obra, desde 2014, é de R$ 2,1 milhões.

EMPRESAS.
O contrato de obras da Policlínica Areia Branca já passou por três empresas: Erbauen, Terra Paulista e Spalla Engenharia.

A primeira, que venceu a licitação para execução da obra em outubro de 2014, foi obrigada a parar os serviços, porque a metodologia de execução da fundação original tornou-se incompatível. O contrato foi assinado em 30 de outubro de 2014 e rescindido em 18 de setembro de 2015.

"A empreiteira verificou no local a existência de uma casa vizinha construída praticamente no recuo. A proximidade poderia comprometer a segurança da edificação antiga durante os trabalhos. Com as novas sondagens foi escolhida outra metodologia que preservasse a segurança dos vizinhos", esclareceu a Administração Municipal.

A alteração obrigou a Prefeitura a cancelar a licitação e dar início a um novo certame. A construtora Terra Paulista venceu a segunda licitação, finalizada em janeiro de 2016. No entanto, o contrato foi rescindido de forma unilateral pela Prefeitura, porque a empresa não cumpriu o prazo de execução dos serviços, estabelecido em contrato, e a obra atingiu apenas 59% do cronograma. O contrato foi assinado em 21 de janeiro de 2016 e rescindido em 27 de junho de 2018.

Como consequência, a segunda colocada no processo licitatório, a Spalla Engenharia, foi chamada em agosto de 2018 para executar os 41% dos serviços restantes com o mesmo valor da empresa vencedora, no novo prazo de oito meses - que, conforme dito acima, foi novamente adiado.

ATENDIMENTO.
Segundo a Administração Municipal, o atendimento dos pacientes da Areia Branca não foi interrompido e é realizado na Policlínica do Bom Retiro (Rua João Fracaroli s/n°) e também por meio das visitas das equipes de saúde da família.

Para os atendimentos na unidade, a Secretaria de Saúde disponibiliza aos usuários um veículo de transporte, com saída da Areia Branca (Praça Nicanor Ortiz) às quartas e quintas-feiras às 7h30, 8h30, 9h30, 10h20, 13h30, 14h30 e 15h20; e os retornos com saída da Poli Bom Retiro às 8h, 9h, 10h, 10h40, 14h, 15h e 15h40.