No verão, melhor tomar cuidado com o sol

Especialistas falam sobre os riscos da exposição, que pode resultar até em câncer de pele

Comentar
Compartilhar
02 DEZ 201218h22

Férias e verão não são só sinônimos de diversão. Na última semana, um teste laboratorial encomendado pela Associação Brasileira de Defesa do Consumidor revelou que entre dez marcas de filtros solares de uso adulto encontrados à venda no País, duas têm menos da metade do Fator de Proteção Solar (FPS) que informam no rótulo do produto. Especialistas alertam para os cuidados com a pele.

Foram avaliados produtos das marcas L’Oreal, La Roche-Posay, O Boticário, Coppertone, Cenoura&Bronze, Sundown, Avon, Nivea, Banana Boat e Red Apple, todos com fator de proteção 30. Os resultados apontam que os produtos Nivea Sun e Banana Boat têm FPS 13 e 10, respectivamente, em vez de 30.

Para a fisioterapeuta Vilma Natividade Santos, que é professora da Unimonte e tem especialização em fisioterapia dermato-funcional, a exposição ao sol sem a proteção adequada é um risco muito grande à saúde, além de provocar o envelhecimento precoce.

Exposição é recomendada até as 10 h e após as 16, quando o sol é mais fraco (Foto: Matheus Tagé - DL)

“O sol em excesso é o principal fator  para o envelhecimento precoce. Mulheres jovens, de 30 anos por exemplo, chegam a aparentar 50 (anos)”. Mas a especialista vê o câncer de pele com o principal risco da exposição excessiva ao sol.

De acordo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a cada ano, cem mil brasileiros desenvolvem algum tipo de tumor de pele. “O uso de filtro solar diariamente é imprescindível”, ressalta Vilma.

A dermatologista Carla Góes Pérez recomenda a exposição ao sol até as 10 horas e após as 16, quando os raios são menos agressivos. “Infelizmente as pessoas ainda não se conscientizaram efetivamente dos perigos que a exposição prolongada ao sol pode trazer à pele. Sem o uso do filtro solar, algumas queimaduras, manchas e lesões podem tomar grandes proporções, exigindo tratamentos intensos”, comenta a especialista.

Quanto mais clara, maior o fator

Quanto mais clara a pele, maior deve ser o fator de proteção do filtro solar. “Para as pessoas com a pele bem branquinha, o protetor usado diariamente deve ter fator de proteção 30.

Em dias de praia ou piscina, no mínimo 50 (FPS)”, recomenda Vilma. Para peles morenas ou negras, ela sugere o uso de filtro solar 15 diariamente e, em ocasiões de maior exposição ao sol, FPS 30.

Colunas

Contraponto