Mutirão da dengue coleta mais de 10 toneladas de inservíveis em PG

Ação fez mais de 2.500 visitas a residências em busca de focos

Comentar
Compartilhar
26 FEV 201315h58

Dez mil, trezentos e oitenta quilos de entulho retirados das ruas e 2.500 visitas a residências. Esse é o saldo do mutirão contra a dengue realizado pela Secretaria de Saúde Pública (Sesap) de Praia Grande, na última quinta (21) e sexta-feira (22). Direcionada aos locais com maior número de casos positivos no Município, a força-tarefa aconteceu nos bairros Caieiras, Esmeralda e Quietude, com caminhões, retroescavadeiras e outros veículos pesados. Mais de 100 servidores participaram da operação.

A ajudante de cozinha Cleide Rodrigues dos Santos, moradora do Caieiras, abriu sua casa para os agentes de endemias da Sesap realizarem a vistoria durante o mutirão. “Acho muito importante essas visitas. Moro com três filhos e um neto, e todos já tiveram dengue, inclusive eu. Hoje somos muito cuidadosos e procuramos não deixar nada que acumule água dentro ou fora de casa. Mesmo assim, me sinto mais tranquila após uma visita dessa”, destacou a munícipe, que após não ter nenhum foco de dengue encontrado em sua casa, ganhou um adesivo fixado em seu portão, com os dizeres “Casa Livre da Dengue”.

Em 2500 visitas, 10.385 quilos de entulho retirados das ruas (Foto: Divulgação/ Prefeitura Municipal de Praia Grande)

A chefe da seção de Informação e Educação do Centro de Controle de Zoonoses, Zenilda Monteiro Bezerra, destaca o saldo positivo da operação. “Muito entulho que poderia servir de criadouro para o aedes aegypti foi retirado das ruas. Também conseguimos um bom número de vistorias em residências, embora tenhamos encontrado muitas casas fechadas”. Zenilda lembra que só é possível entrar em moradias sem autorização para eliminar focos da dengue mediante mandato judicial. “Esses mandatos só são expedidos em situação de epidemias, o que não é o caso de Praia Grande. Por isso, pedimos a colaboração da população, que abram suas casas, pois estamos trabalhando justamente para que não haja uma epidemia no Município. Este ano exige cuidados, já que prevemos um aumento no número de casos de dengue em decorrência do surgimento do vírus tipo 4 da doença, para o qual a maioria das pessoas ainda não tem imunidade”, alerta.

A Sesap está preparando outras ações com o intuito de coibir o aumento no número de casos de dengue no Município, que devem ser divulgadas nos próximos dias. No momento, Praia Grande contabiliza 99 casos confirmados de dengue, situação que é considerada sob controle. Em 2010, ano epidêmico em todo o País, até o dia 18 de fevereiro, a Cidade já contava com 1.000 casos. Mesmo não tendo um número atual elevado, a conduta da Secretaria de Saúde Pública é agir de forma preventiva.