Ministro da Saúde diz que vacinação contra Covid-19 começa em janeiro

Eduardo Pazuello afirmou que "em janeiro do ano que vem, a gente começa a vacinar todo mundo" contra o coronavírus

Comentar
Compartilhar
08 SET 2020Por Da Reportagem20h55
O ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello falou sobre a vacinação durante reunião ministerialFoto: Najara Araujo/Câmara dos Deputados

Nesta terça-feira (8), o ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou que em janeiro deve começar a vacinação da população contra a Covid-19. "A gente está fazendo os contratos com quem fabrica a vacina e a previsão é de que essa vacina chegue para nós a partir de janeiro. Em janeiro do ano que vem, a gente começa a vacinar todo mundo", disse Pazuello durante reunião ministerial.

O Ministério da Saúde prevê que, inicialmente, chegarão ao país 100,4 milhões de doses da vacina, produzida em parceria com a Fiocruz. A estimativa é de que a segunda dose seja disponibilizada no segundo semestre do próximo ano.

Na semana passada, o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Elcio Franco, disse, no entanto, que a vacina não deve ser para toda a população. "Dentro dos dados da epidemiologia, não há previsão de vacinar 100% da população. Isso não é o normal, mas sim os grupos de risco", disse.

Pazuello fez a afirmação ao ser indagado pela blogueira Esther Castilho, uma menina de 10 anos que foi convidada pelo presidente Jair Bolsonaro para participar da reunião ministerial.

A pedido de Bolsonaro, ela fez uma série de perguntas aos auxiliares presentes, muitas delas formuladas pelo próprio presidente e repetidas pela menina.

A blogueira questionou o ministro da Educação, Milton Ribeiro, por exemplo, quando serão retomadas as aulas presenciais no país. "As aulas devem voltar em breve, assim que tiver mais segurança. E isso depende de cada governo estadual", respondeu o ministro.