Médica alerta para a função 'emergência' nos celulares

Neles, é possível disponibilizar informações importantes para serem acessadas a partir da tela de bloqueio.

Comentar
Compartilhar
22 JUN 2019Por Pedro Henrique Fonseca17h06
Quem for ajudar pode visualizar dados como tipo sanguíneo, alergias e medicamentos utilizados.Foto: NAIR BUENO/DIÁRIO DO LITORAL

Ninguém quer sofrer um acidente ou passar mal no meio da rua, mas essas são situações que podem acontecer com qualquer um. Pior ainda se a pessoa estiver desacordada e sem documentos consigo. Porém, há uma ferramenta na maioria dos smartphones que pode ajudar caso tudo dê errado. É o botão "Emergência" ou "SOS".

Nele, é possível disponibilizar informações importantes para serem acessadas a partir da tela de bloqueio do celular. Assim, quem for ajudar, pode usar o aparelho sem desbloqueá-lo para visualizar dados como tipo sanguíneo, alergias, medicamentos utilizados e contatos de familiares.

Seja para quando você perde o celular ou para emergências, é vital que alguém possa entrar em contato com sua casa, trabalho, amigo ou familiar.

Sobre isso, o Diário do Litoral conversou com a doutora Giselle Mello, formada em Terapia Intensiva (UTI), que falou sobre a importância de ter as informações preenchidas e como elas podem ajudar o trabalho de médicos e socorristas. Confira:

Diário do Litoral - Qual a importância de ter a função 'Emergência' e a ficha médica preenchidas?

Dra. Giselle Mello - É muito importante porque ali você consegue colocar medicações que tem alergia ou um contato de urgência, caso você passe mal ou desmaie na rua. De repente você está sem documento e ter um contato de emergência de alguém da sua família no celular, ou mesmo informar sobre doenças que tenha também. Por isso é importante ter essas informações de emergência preenchidas no celular. Isso pode salvar uma vida.

Diário - O quanto isso facilita o trabalho dos socorristas e dos médicos?

Dra. Giselle - Geralmente um socorrista quando chega e se depara com uma vítima desmaiada, vai socorrer a pessoa e vai ver se ela está respirando. Nesse caso em que ela está desacordada, essa função realmente pode salvar a vida. Se ela for cardíaca, por exemplo, e ali estiver relatado que ela não pode tomar uma certa medicação, ele poderá substituir a substância se a pessoa tem uma alergia.

Diário - A ferramenta pode ser importante para idosos?

Dra. Giselle - Sim! Muitas vezes a pessoa também pode estar acordada, mas confusa. Pode acontecer de ser um idoso ou uma pessoa portadora de Alzheimer que esquece coisas importantes. Muitas vezes ela está perdida na rua e não sabe o caminho de casa. Então, é importante ter esses dados no contato de emergência e informar se a pessoa tem algum grau de demência ou alguma outra coisa do tipo.

Diário - Já aconteceu com você de durante um atendimento precisar dessas informações?

Dra. Giselle - Eu já trabalhei como socorrista, já precisei dessas informações naquele momento e não as tive. Graças a Deus eu consegui levar a pessoa muito rápido para o hospital e conseguimos reverter a situação. Mas pode vir a acontecer de a pessoa falecer por falta de informações.

Diário - Acredita que este serviço disponível nos celulares deveria ser mais divulgado?

Dra. Giselle - Sim! A divulgação é muito importante. É tão importante quanto preencher a ficha. Hoje quase todo mundo dispõe de um celular, mas nem todos tem a ficha preenchida. Eu tenho a minha preenchida. É muito importante a divulgação por todos os meios de comunicação para que cada dia mais as pessoas possam ter isso a mão. Muitas vezes as pessoas estão sem o documento de identificação, mas estão com o celular, então ali você pode ter um acesso rápido a informações que são vitais.

Diário - Alguma outra dica ou informação importante?

Dra. Giselle - É importante manter a ficha preenchida e atualizar o contato de emergência. Mesmo que você seja menor de idade é importante pedir ajuda aos pais e manter a ficha atualizada. Não pode esquecer de citar possíveis alergias, doenças e o tipo sanguíneo. A principal dica é não esquecer de atualizar o contato de emergência. O contato pode fornecer informações vitais para o caso de acidentes na rua.

Dica: no iPhone a opção aparece como "Ficha Médica". Já no Android, o nome é "Informações de Emergência". Portanto, acesse as configurações do seu celular e mantenha-se protegido.

Colunas

Contraponto