Laboratório anuncia que vacina em testes para Covid-19 induz a produção de anticorpos em 90% dos pacientes

A substância é a mesma que será aplicada em voluntários brasileiros no Instituto Butantan, em São Paulo

Comentar
Compartilhar
15 JUN 2020Por Da Reportagem12h40
Instituto Butantan, na zona oeste de São PauloFoto: Menezes Aleixo/Governo de SP

No sábado, o laboratório chinês Sinovac anunciou que a vacina em fase de testes da empresa para a Covid-19 induziu a produção de anticorpos em mais de 90% dos pacientes que receberam a dose. A substância é a mesma que será aplicada em voluntários brasileiros no Instituto Butantan, em São Paulo, que anunciou uma parceria com a empresa na semana passada.

Segundo nota do laboratório, 600 pessoas participaram desta etapa (fase 2) dos ensaios, mas nem todas foram vacinadas – houve o chamado grupo placebo, que serve de controle e não recebe nenhuma substância.

Ainda não foi publicado um estudo científico com os resultados dos testes e empresa não informou quantas de fato receberam a vacina, chamada de "CoronaVac", ou quantas produziram os anticorpos. Não houve efeitos colaterais severos.

Pelo acordo com a gestão João Doria (PSDB), os brasileiros participarão da fase 3 dos testes do imunizante. Caso passe por essa etapa, a vacina estaria disponível pelo Sistema Único de Saúde (SUS) até junho de 2021.