Jogadores da Copa Africana serão testados para Ebola

Cabo Verde foi a primeira seleção a chegar, na última terça-feira, e passou pela avaliação, de acordo com a Confederação Africana de Futebol (CAF)

Comentar
Compartilhar
14 JAN 201515h57

Todos os jogadores que entrarem em Guiné Equatorial para a disputa da Copa Africana de Nações serão testados para Ebola, assim como todos os visitantes do país. Julia Nchama Abeso Avomo a adido administrativo da embaixada do país em Londres, disse que todos que entrarem em Guiné Equatorial vão passar por exame médico na chegada como medida de precaução.

Cabo Verde foi a primeira seleção a chegar, na última terça-feira, e passou pela avaliação, de acordo com a Confederação Africana de Futebol (CAF). Congo, Burkina Faso, Tunísia, Zaire e Gana estão previstos para chegar nesta quarta-feira.

"Todas as delegações estão pousando em Malabo para exames de saúde", disse a CAF disse em um comunicado. "Foi o caso de Cabo Verde, ontem e hoje do Zaire. E será assim para todas as equipas".

O Ebola já custou mais de 8.000 vidas (Foto: Divulgação)

Guiné Equatorial não tem casos relatados de Ebola. A pequena nação rica em petróleo na África Central assumiu a condição de anfitrião do torneio depois da desistência do Marrocos, que não queria receber o torneio por causa de temores sobre o surto de Ebola na África Ocidental, com torcedores vindos daquela região.

O Ebola já custou mais de 8.000 vidas, principalmente em Guiné, Serra Leoa e Libéria. Guiné é o único dos três países que classificou a sua seleção para a Copa Africana de Nações.

O torneio de 16 equipes será aberto no sábado, sendo disputado em quatro cidades, incluindo a capital Malabo e a maior cidade de Guiné Equatorial, Bata, que também sediará a final, em 8 de fevereiro.