Guarujá recebe mais de 25 mil novos testes rápidos

São 26.500 novos exames. Desses, 6.500 foram encaminhados pelo Ministério da Saúde e 20 mil adquiridos pela Prefeitura

Comentar
Compartilhar
26 JUN 2020Por Da Reportagem19h30
Insumos darão suporte às medidas de contenção do novo coronavírus na CidadeFoto: DIVULGAÇÃO

Guarujá recebeu na quinta-feira (25), mais 6.500 testes rápidos cedidos pelo Governo Federal. Além desses, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) adquiriu outros 20 mil testes, que chegaram à Cidade na primeira quinzena deste mês. A compra foi de caráter emergencial e teve o investimento de, aproximadamente, R$ 3,5 milhões.

Nas tendas instaladas nas Unidades de Pronto Atendimento (UPA) Doutor Matheus Santamaria, conhecida como PAM Rodoviária, e UPA Vicente de Carvalho, estão sendo realizadas avaliações e coletas para a realização dos testes rápidos.  Já a análise dos exames é realizada no Laboratório Municipal de Guarujá, na Unidade Complexa William Rocha.

"Importante ressaltar que os atendimentos nas tendas são para pacientes com sintomatologia respiratória. Os testes são realizados nas tendas com pacientes com mais de sete dias de sintomas da Covid-19 e os resultados são retirados na unidade de saúde mais próxima da casa do paciente", explica o diretor da Unidade Complexa William Rocha, Ney Almeida Grilo.

Já os pacientes com menos de sete dias de sintomas estão sendo atendidos, avaliados, notificados e orientados para que, se os sintomas permanecerem, procurarem a unidade de saúde mais próxima, onde ocorrerá a reavaliação e, se necessário, a coleta do exame.

Os testes rápidos utilizam uma amostra de sangue da pessoa para detectar a presença de dois tipos de anticorpos: o IgM, que indica a presença do vírus na fase de contágio, e o IgG, que detecta um anticorpo mais específico, significando que a pessoa não é mais transmissora e, teoricamente, está imune.

Aquisição de testes

No início de abril, Guarujá iniciou o processo de aquisição de cinco mil kits de testes rápidos, por meio de compra emergencial, com fundamento em legislação específica para este momento de pandemia.