Estado chega a 20 mil mortos pela Covid-19

São Paulo mais do que dobrou o número de óbitos no período de 40 dias

Comentar
Compartilhar
21 JUL 2020Por Bruno Hoffmann - GSP16h20
Avenida Paulista vazia durante a quarentena provocada pelo novo coronavírusFoto: Roberto Parizotti/Fotos Públicas

Nesta terça-feira, o Estado de São Paulo ultrapassou as 20 mil mortes causadas pelo novo coronavírus. De acordo com a gestão João Doria (PSDB), são 20.171 vidas a menos e 422.669 casos confirmados da Covid-19 desde a chegada da pandemia. O Estado havia registrado 10 mil vítimas fatais em 11 de junho. Ou seja, São Paulo mais do que dobrou o número de óbitos no período de 40 dias.

De acordo com dado divulgados hoje pelo governo paulista, as taxas de ocupação de UTI são de 66,6% no Estado e 64,3 na Grande São Paulo. Ao todo, 5.805 pessoas estão internadas nas Unidades de Terapia Intensiva, enquanto 8.269 necessitam de cuidados apenas nas enfermarias

Vacina.

Na segunda-feira, o Instituto Butantan recebeu 20 mil doses da vacina Coronavac, do laboratório chinês Sinovac Biotech. Segundo o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, os testes começaram nesta terça-feira no Hospital das Clínicas, na capital paulista.

Dimas Covas disse que seu grau de otimismo de zero a 10 em relação à vacina “é 11”. “O Brasil está em uma posição de expectativa não só para os brasileiros: para o mundo. Podemos ter aqui no Brasil a primeira vacina a ser usada em massa”, afirmou.

Por enquanto, há 890 voluntários em São Paulo, todos médicos e paramédicos. Os testes com a vacina também serão feitas em outros cinco estados brasileiros, sob a coordenação do Instituto Butantan.