Escovar os dentes após cada refeição pode evitar a gengivite infantil

Segundo dentista, a gengivite aparece em uma de cada dez crianças atendidas em seu consultório

Comentar
Compartilhar
02 JUN 201112h46

Os cuidados com a higiene bucal devem começar desde a infância para evitar uma série de doenças, entre elas a gengivite ou doença periodontal. Segundo a dentista Renata Cavassa, especialista em cirurgia Buco Maxilo Facial, Reabilitação Oral e Implantodontia, a gengivite é uma inflamação na gengiva causada pela placa bacteriana acumulada nos dentes pela má higienização.

A escovação correta dos dentes, após cada refeição, pode prevenir a doença, por isso os pais devem ficar atentos à escovação da criança e observar se há qualquer sinal de inflamação. “A doença tem cura, mas pode voltar assim que a criança volte a negligenciar a higiene oral”, afirma Renata.

“Os sinais de gengivite são vermelhidão, gengiva inchada, dor. Com a evolução da gengivite a criança pode ter mal hálito, o que não é comum em crianças”, diz Renata. De acordo com a dentista, as crianças ficam mais vulneráveis à gengivite na fase da dentição mista, quando acontece a troca dos dentes de leite pelos permanentes. “Na faixa de 8 a 12 anos é quando aparecem os problemas de gengivite, fase da troca dos dentes”.

Mas, de acordo com a dentista, a gengivite não é tão freqüente em crianças. “De cada dez crianças que vem ao meu consultório uma apresenta gengivite”. Renata esclarece que a gengivite é diferente de uma inflamação traumática na gengiva.

“A inflamação traumática é causada, por exemplo, quando a criança bateu a escova naquele local, sangrou, ou quando a criança cai e bate com a gengiva, machuca a boquinha e fica inchado. Isso a gente não chama de gengivite, mas de inflamação traumática, e em questão de dias aquilo melhora”, esclarece. “Qualquer gengivite não tratada pode evoluir para uma periodontite e a criança pode ter uma perda óssea”, alerta Renata.