Cuidados com as pulgas devem ser mantidos no inverno

Além do tratamento em animais de estimação, donos dos pets precisameliminar possíveis focos de infestação dentro do ambiente de casa

Comentar
Compartilhar
27 MAI 201512h00

Quem já conviveu com pulgas em casa, jamais vai desejar passar por esta experiência novamente. No entanto, com a chegada da estação mais fria do ano, é muito comum que algumas pessoas descuidem do controle da praga. Com isso, alguns casos de reproliferação acabam ocorrendo nessa época do ano, principalmente em casas e apartamentos com animais de estimação.

Juliana Witkowski, esclarece que apesar de parecerem inofensivos, esses insetos oferecem riscos à saúde humana. “A picada de pulgas pode desenvolver dermatite alérgica e também pode se tornar vetor de algumas doenças bacterianas mais severas como a Tifo”, afirma.

Por isso, a especialista alerta que além da realização de tratamento periódico nos pets, as pessoas precisam ficar muito atentas com o cuidado e controle das infestações em ambientes domésticos propícios ao desenvolvimento das pulgas. Geralmente o inseto deposita seus ovos, que posteriormente eclodem em pisos, rodapés, ralos, frestas em paredes e lixeiras.

Alguns casos de reproliferação acabam ocorrendo nessa época do ano (Foto: Divulgação)

De acordo com Witkowski, o controle da praga, para ser bem sucedido, deve ocorrer de forma simultânea em todos esses locais. “É muito importante limpar tapetes, frestas de tacos e assoalhos utilizando-se aspirador de pó, vedar possíveis frestas e fendas do ambiente, além de rejuntar pisos e revestimentos mal acabados. O controle de pulgas é um processo sistemático que exige acompanhamento constante”, complementa.

A coordenadora conta também que em uma infestação de pulgas, o que se predomina são as formas imaturas do inseto, como ovos e larvas, os quais são praticamente imperceptíveis à vista do homem. “Isto significa que, quando conseguimos visualizar as pulgas adultas, a infestação encontra-se em nível elevado”.