Cuidados com a postura devem ser iniciados na infância

Na ortopedia, por exemplo, existe um caso de desvio na coluna vertebral que surge justamente na infância e se manifesta com mais intensidade durante a adolescência

Comentar
Compartilhar
17 JAN 201416h25

Muitos pais ficam inseguros quando o assunto é precaução médica. Normalmente a procura pelos profissionais da medicina acontece apenas depois do desenvolvimento de alguma doença ou irregularidade na saúde da criança. Contudo, exames periódicos devem ser realizados. Na ortopedia, por exemplo, existe um caso de desvio na coluna vertebral que surge justamente na infância e se manifesta com mais intensidade durante a adolescência.

“Esse desvio, conhecido como escoliose é uma doença que deforma a coluna e necessita de intervenção médica. Quando tratada nos primeiros anos de vida as chances de recuperação são significativamente maiores. Isso acontece porque durante a juventude os ossos estão atingindo maturidade”, afirma o ortopedista Miguel Akkari.

Se proveniente de um vicio postural, contorção ou lesão, após a realização dos exames o especialista indica os exercícios e demais medidas paliativas adequadas para a necessidade do paciente.

Os cuidados com a postura devem ser iniciados na infância (Foto: Shutterschock)

Dr. Miguel explica que entender as mudanças causadas pelo crescimento e corrigir a postura dos filhos é missão difícil para os pais. “Por isso, recomendamos que a criança tenha acompanhamento ortopédico. Assim, suas posturas têm mais chances de serem condicionadas antes mesmo da fase escolar.”

Em movimentos simples, que a pessoas não prestam muita atenção, como no momento do repouso, seja no sofá, na cama ou no chão, a postura precisa ser observada. A coluna deve estar alinhada e o apoio de cabeça não deve ser alto.

De acordo com o ortopedista, “adolescentes que passam muito tempo em frente ao computador, adquirem posturas errôneas devido a esse e outros hábitos sedentários. Se esse vício postural for percebido rapidamente, pode ser facilmente corrigido.”