Cubatão inicia vacinação da Covid com funcionária de 70 anos do Pronto Socorro

O Plano de Imunização teve início nesta quarta-feira (20), nas instalações do Centro de Imunização da cidade

Comentar
Compartilhar
20 JAN 2021Por Da Reportagem23h14
Maria das Graças Narciso de Almeida, de 70 anos, foi a primeira a receber a vacina contra a Covid-19 em CubatãoFoto: MARCUS CABALEIRO/PMC

"Vou ficar mais feliz quando tiver para todo mundo. Vai ser um alívio total". Foi assim que reagiu a auxiliar de apoio à Saúde Maria das Graças Narciso de Almeida, de 70 anos, após receber a primeira dose da vacina contra a covid-19 aplicada em Cubatão. O Plano de Imunização teve início nesta quarta-feira (20), nas instalações do Centro de Imunização da cidade.

Escolhida por ser considerada um "patrimônio" da Secretaria de Saúde, Maria das Graças, conhecida como Kaká, atua no Pronto-Socorro na linha de frente do atendimento a pacientes com a doença. Após ter recebido a primeira dose do imunizante distribuído pelo Instituto Butantan, ela ainda fez uma homenagem a trabalhadores da Saúde mortos pela pandemia. "Perdemos colegas, foi muito triste".

Presente no momento da aplicação da vacina, o prefeito Ademário Oliveira também lembrou dos momentos difíceis ao longo da pandemia: "Vimos imagens horríveis e a perda de entes queridos. Hoje a vacina representa a esperança de dias melhores".

A dose de Maria das Graças foi aplicada pela enfermeira Milena Schlichting, da equipe de imunização, integrante da Central de Rede de Frio do Serviço de Vigilância Epidemiológica com pós-graduação em Saúde Pública.

Imunização – O município recebeu 1.600 doses da CoronaVac. Nesse primeiro momento, serão vacinados médicos e equipes de enfermagem que atuam na linha de frente do atendimento a pacientes com covid-19. A previsão é que ao longo da quarta-feira fossem vacinadas entre 15 e 20 trabalhadores e trabalhadoras do Pronto-Socorro e Pronto-Socorro Infantil. A vacinação continua ao longo dos próximos dez dias.

A Secretaria de Saúde afirma que todos os trabalhadores da saúde serão contemplados com a vacinação, entretanto a ampliação desse público será gradativa, conforme o repasse de novas doses pelo Programa Nacional de Imunização. As demais categorias e profissionais que não estão na assistência direta ao novo coronavírus serão imunizados de forma escalonada.