Chuvas alertam para casos de leptospirose

A orientação é para que as pessoas evitem andar em locais alagados, com pés e pernas desprotegidos. O ideal é usar botas de cano longo, que fiquem acima da linha d'água

Comentar
Compartilhar
23 DEZ 201417h02

A ocorrência de chuvas seguidas de alagamentos fez a Secretaria de Saúde de Santos levantar alerta para a leptospirose, doença transmitida pela urina do rato.

A orientação é para que as pessoas evitem andar em locais alagados, com pés e pernas desprotegidos. O ideal é usar botas de cano longo, que fiquem acima da linha d'água. Esse tipo de calçado evita que eventuais ferimentos sejam infectados em caso de contato com a água contaminada.

Outra dica é lavar pés e pernas com água e sabão e, na sequência, passar álcool para higienizar essas regiões. O contato com lama e água de enchentes também não é recomendado. Crianças e adultos não devem nadar ou brincar nessas águas.

Os principais sintomas da doença são febre, dor de cabeça, dores pelo corpo, principalmente nas panturrilhas (batata da perna). Também podem ocorrer vômitos, diarreia e tosse. Nas formas graves, olhos e pele podem ficar amarelados (icterícia), sendo necessária a internação hospitalar.

O contato com lama e água de enchentes também não é recomendado (Foto: Diário do Litoral)

Colunas

Contraponto