Centros de convivência de idosos têm 2.000 inscritos

Os números constam do balanço de 2012 dos centros de convivência de idosos (ceconvs).

Comentar
Compartilhar
27 DEZ 201205h33

Um total de 13.495 atendimentos e 497 atividades, entre cursos, oficinas, feiras, exposições e assembleias. Os números constam do balanço de 2012 dos ceconvs (centros de convivência de idosos) Zona Noroeste, Isabel Garcia e Vida Nova, elaborado pela Seas (Secretaria de Assistência Social).

As unidades da prefeitura, com cerca de 2.000 usuários e integradas aos Cras (centros de assistência social), são importantes para o fortalecimento dos vínculos sociais. “Nelas, os idosos evitam o isolamento e participam de atividades culturais, artísticas e esportivas”, diz a psicóloga Magali Leite de Freitas, chefe do Departamento de Proteção Social Básica da Seas.

Segundo ela, “o foco está no processo de envelhecimeno saudável nos espaços de convivência, cujo ambiente e atividades colaboram para afastar a depressão e melhorar a autoestioma”.

As tarefas são coordenadas por voluntários e profissionais das secretarias de Esportes, Cultura, Saúde e Assistência Social. Entre elas, expressão corporal, idiomas, teatro, dança, cinema, artesanato, bordado, pintura, tapeçaria, aulas de música instrumental, ginástica e ioga. Mais: bailes, passeios, caminhadas temáticas, palestras, jogos e encontros da terceira idade.

As tarefas são coordenadas por voluntários e profissionais das secretarias de Esportes, Cultura, Saúde e Assistência Social (Foto: Divulgação)

Bem-estar

A dona de casa Terezinha Inácia de Abreu e o professor aposentado Luiz Alves de Lavor, 75 anos, são usuários do Ceconv Vida Nova. “Há quase 20 anos frequento a unidade onde já fiz vários cursos. Sinto-me feliz e numa grande família”, afirma Terezinha, que ensina voluntariamente dança de salão.

Luiz Alves conta que o ambiente facilita a troca de experiências, diverte e afasta a solidão. “Faço ginástica e alongamento e já aprendi inglês. Agora, atuo como voluntário lecionando francês. No momento, estamos montando uma biblioteca”.

Outras informações podem ser obtidas no Ceconv Zona Vida Nova (svenida Francisco Glicério, 647, José Menino, telefone: 3251-2096); Ceconv Isabel Garcia (rua Barão de Paranapiacaba, 14, Encruzilhada, tel.: 3223-4193) e Ceconv Zona Noroeste (rua Gilberto Franco Silva, 317, Caneleira, tel.: 3299-2912).