Caso em São Vicente eleva para 7 número de mortes por dengue na Baixada Santista

A dengue já causou outras quatro mortes em Santos e uma no Guarujá. Há ainda um óbito em Itanhaém que aguarda confirmação de exames laboratoriais

Comentar
Compartilhar
20 ABR 201517h06

A Secretaria de Saúde de São Vicente, na Baixada Santista, confirmou a segunda morte por dengue no município, elevando para sete o número de óbitos causados pela doença na região. A vítima uma jovem de 19 anos, morreu no dia 25 de março, mas só nesta segunda-feira, 20, foi divulgado o laudo do Instituto Adolfo Lutz. A dengue já causou outras quatro mortes em Santos e uma no Guarujá. Há ainda um óbito em Itanhaém que aguarda confirmação de exames laboratoriais.

A Secretaria de Saúde de Santos confirmou 450 casos de dengue neste ano e considerou que a situação é de emergência em razão do aumento no número de casos. Outras duas cidades - São Vicente e Guarujá - também já registram um caso para cada mil pessoas. Já as cidades de Peruíbe, Mongaguá e Itanhaém convivem com epidemia de dengue, com índice superior a 1 caso a cada 300 moradores.

A Secretaria de Saúde de São Vicente, na Baixada Santista, confirmou a segunda morte por dengue no município (Foto: Agência Brasil)

Interior

Uma jovem de 22 anos morreu na noite de domingo, 19, em Tambaú, região de Campinas, com suspeita de dengue hemorrágica. De acordo com a família, a jovem passou mal na madrugada de domingo e foi atendida no hospital da cidade. À tarde, voltou a passar mal e foi internada, mas não resistiu. A causa da morte, atestada como dengue hemorrágica, terá de ser confirmada por outros exames, segundo a prefeitura.