Campanha de vacinação entra na última etapa

Prioridade é a população de 30 a 39 anos de idade, mas gestante e jovens que ainda não tomaram a dose podem procurar os postos até dia 21

Comentar
Compartilhar
18 JAN 201311h02

Pessoas na faixa de 30 a 39 anos de idade têm mais uma semana para procurar os postos de vacinação para tomar a dose contra o vírus da Influenza A (H1N1) — gripe suína. Até o dia 21 de maio, o Ministério da Saúde, juntamente com estados e municípios, conclui o calendário de imunização organizado em cinco etapas.

Segundo balanço do Ministério da Saúde, 50 milhões de brasileiros já foram imunizados em todo o País. A meta é vacinar pelo menos 24 milhões de adultos, o que representa 80% do público-alvo estimado em 30 milhões.

Profissionais de saúde e crianças menores de 2 anos já foram 100% imunizados conforme público estimado. Nos demais grupos, o Ministério contabilizada 76% dos portadores de doenças crônicas (15 milhões), 64,5% das gestantes (1,9 milhão) e 71,7% de adultos de 20 a 29 anos (25,2 milhões).

Em Santos, por exemplo, 176.013 pessoas já foram imunizadas. A estimativa da Secretaria de Estado da Saúde era imunizar pelo menos 181.536 pessoas dentro do público-alvo definido para esta cidade.

De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde de Santos, o número de profissionais de saúde imunizados superou a meta estimada de 4.171. Tomaram a vacina 14.802 pessoas. Portadores de doenças crônicas até 59 anos de idade também superaram o público estimado — 56.553 pessoas vacinadas para uma meta de 20.336.

Doentes crônicos maiores de 60 anos de idade também ultrapassaram a estimativa de 15.568. Receberam as doses nos postos da Cidade 27.064. Já entre crianças de 6 meses a 1 ano e 11 meses foram imunizadas 8.394 para uma estimativa de 8.150. Crianças tomam a vacina em duas doses com intervalo mínimo de 30 dias entre a primeira e a segunda aplicação.  

Já outras três populações não atingiram as metas estimadas dentro do calendário programado. São eles: gestantes (3.278 imunizados/60,3%), jovens de 20 a 29 anos (48.367 vacinados/75%) e adultos de 30 a 39 anos (17.555/28%).

Em Santos, as doses estão sendo aplicadas nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e de Saúde da Família (USFs), das 9 às 16 horas, de segunda a sexta-feira. A Secretaria Municipal de Saúde de Santos vacinará ainda adolescentes de 15 a 17 anos, em cumprimento à determinação da Vara da Infância e da Juventude e do Idoso de Santos.

Para atender esse público-alvo, o secretário de Saúde Odílio Rodrigues Filho solicitou à Secretaria de Estado remessa de mais 20 mil doses da vacina.

Prorrogação

O Ministério da Saúde recomenda que os estados e municípios que ainda não atingiram as metas montem estratégias para vacinar os públicos-alvos cuja cobertura não atingiu os 80% preconizados.

A ampliação da estratégia para os adultos de 30 a 39 anos, anunciada em fevereiro, considerou o grupo com maior número de hospitalizações e mortes depois daqueles priorizados nas etapas anteriormente definidas. As gestantes que ainda não se vacinaram também podem procurar os postos de vacinação até o dia 21.

Casos

Até o dia 3 de abril deste ano, foram registradas 361 internações da gripe A (H1N1). Desse total, um em cada cinco casos esteve relacionado à gestação. Já entre as 50 mortes confirmadas, 76% eram mulheres, sendo 22% gestantes.

No ano passado, de 2.051 óbitos registrados, 1.539 (75%) ocorreram em pessoas com doenças crônicas. Entre as grávidas (189 morreram, ao todo), a letalidade entre os casos graves foi 50% maior que na população geral.

Adultos de 20 a 29 anos concentraram 20% dos óbitos (416, no total). As crianças menores de 2 anos tiveram a maior taxa de incidência de complicações no ano passado (154 casos por 100 mil habitantes). E, finalmente, os adultos entre 30 e 39 anos, que representam a maior parcela de mortes – 22% do total.