X
Saúde

Baixada Santista tem 56,25% de leitos para Covid-19 ocupados

Região chega a 3.5 milhões de vacinas, mas esquema vacinal completo é baixo

Ocupação de leitos de UTI vem crescendo de forma preocupante / DIvulgação

A Baixada Santista já tem mais da metade de seus leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) ocupados ao fechar as estatísticas do Governo do Estado de São Paulo deste início de fim de semana, mesmo período no qual deve confirmar 3,5 milhões de vacinas contra Covid-19 de diversos laboratórios aplicadas em todos os 9 municípios. Mas mesmo com essa marca atingida, cinco cidades seguem na metade de baixo da tabela de percentual da população com esquema vacinal completo. Algumas delas, até mesmo, 'flertam' com os últimos lugares.

De acordo com estatísticas divulgadas diariamente desde o início da pandemia do coronavírus pela Seade, fundação vinculada à Secretaria de Governo, e atualizadas até ontem (21), mais da metade dos leitos de UTI existentes na Baixada Santista já se encontram ocupados. Ao todo, 56,25% dos espaços distribuídos entre Santos, São Vicente, Praia Grande, Guarujá, Cubatão, Bertioga, Itanhaém, Peruíbe e Mongaguá já têm pacientes ocupando.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

A estatística é bastante diferente daquela observada 30 dias atrás, em 21 de dezembro de 2021, quando essa estatística era 23,16%, ou seja, menor do que um leito ocupado a cada quatro existentes. No mesmo dia, mas em novembro, os números eram ainda menos preocupantes para o padrão observado durante a pandemia de Covid-19: 19,53%, menos do que um a cada cinco leitos.

Esse aumento constante de leitos ocupados já havia sido destaque na edição de 15 de janeiro. De lá, para cá, os números só pioraram ainda mais. Até dia 14 deste mês, a taxa de ocupação estava firmada em 39,57%, ou seja, mais de dois a cada três leitos já se encontravam ocupados, nos dias seguintes, o número disparou para 41,68% no dia 15, 44,19% no dia 16, 46,45% nas 24 horas seguintes, 47,73% em 18 de janeiro, 49,72% no dia 19 e bateu em 52,79% anteontem (20).

VACINAS.

O aumento da ocupação de leitos de Covid-19 ocorre ao mesmo tempo em que a Baixada Santista beira a marca de 3.5 milhões de vacinas contra a patologia aplicadas desde o início do processo de vacinação, que começou em 17 de janeiro de 2021 com a Coronavac, do Instituto Butantan.

É necessário apontar, entretanto, que mesmo com tantas pessoas imunizadas, cinco das nove cidades da Baixada Santista se encontram na metade de baixo da tabela de 'Percentual da População com Esquema Vacinal Completo', que também é divulgada e atualizada diariamente pelo Governo do Estado de São Paulo por meio do portal do Vacinômetro.

As estatísticas atualizadas até ontem (21), apontam que, entre as 645 cidades de todo o maior Estado do Brasil, Itanhaém tem 88.928 pessoas com imunização completa de uma população estimada de 103.102 pessoas ao todo, o que representa 86,25%. Isso coloca o município caiçara na 107ª posição, a mais alta alcançada até agora por uma localidade da Baixada Santista.

Em seguida, vem Peruíbe com 57.805 pessoas que completaram o esquema vacinal de duas doses entre uma população de 69.001, ou seja, 83,77% das pessoas se vacinaram duplamente, algo que posiciona Peruíbe na 166ª posição entre 645.

O 'pódio' é fechado por Santos. O município mais populoso da Região tem 361.387 pessoas com imunização completa de uma população estimada de 433.656 pessoas ao todo: 83,33%. Com isso, Santos é a 184ª cidade do Estado na tabela.

A última cidade da Baixada Santista que ainda se encontra na metade de cima das estatísticas do Estado é Bertioga. O município tem 52.661 imunizações completas frente a 64.723 moradores, o que representa 81,36%, e o coloca na posição 248.

Daí em diante, todas as cidades remanescentes estão na parte de baixo da tabela, ou seja, atrás da posição 322, que representa metade de Prefeituras existentes em São Paulo. Mongaguá vem em 428º com 44.258 pessoas imunizadas completamente ante 57.648 moradores: 76,77%.

Praia Grande é a 496ª com 247.897 moradores com o ciclo vacinal completo frente a 330.845 pessoas ao todo: 74,93%. Todas as três últimas cidades estão a uma distância consideravelmente curta de Rio Grande da Serra, que tem apenas 45,45% moradores totalmente imunizados, e é a última colocada entre os 645 municípios.

Guarujá ocupa a 580ª colocação com apenas 71,61% de 322.750 pessoas completamente vacinadas. Em seguida, a menos de 50 posições do fim da tabela, está São Vicente na 601ª colocação com 70,59% pessoas imunizadas de um total de 368.355. Fechando a lista, Cubatão se encontra em 634º. O município vacinou totalmente apenas 87.251 moradores enquanto possui população estimada em 131.626 pessoas, o que representa 66,29%.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Santos

Orquidário de Santos abre inscrições para cursos de férias e passeios noturnos

A programação inclui três cursos para crianças de seis a 15 anos, inclusive com a experiência de dormir no parque

Santos

Portuários aceitam nova proposta salarial oferecida pela SPA e suspendem greve

Com a proposta aprovada pelos trabalhadores, a greve, iniciada às 6 da manhã, chega ao fim

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software