Aids é principal causa de morte de adolescentes na África

Na África do Sul, em 2013, mais de 860 meninas se infectaram pelo HIV a cada semana, contra 170 meninos

Comentar
Compartilhar
17 FEV 201518h22

A aids se transformou na principal causa de mortes de adolescentes na África e a segunda maior causa de morte de jovens nesta faixa etária em todo o mundo, informaram organizações internacionais de saúde nesta terça-feira.

Cerca de 120 mil pessoas entre 10 e 19 anos morreram de doenças relacionadas à aids em 2013, afirmaram oito organizações internacionais durante o lançamento de uma campanha global no Quênia com o objetivo de conter a propagação da doença entre adolescentes. A coordenadora do U.S. Global AIDS, Deborah Birx, disse que o futuro da região se baseia na saúde e bem-estar dos jovens.

As adolescentes da África subsaariana são as mais afetadas, disseram as organizações. Na África do Sul, em 2013, mais de 860 meninas se infectaram pelo HIV a cada semana, contra 170 meninos.

A aids se transformou na principal causa de mortes de adolescentes na África (Foto: Divulgação)

A campanha, chamada "All In'' buscará corrigir o desequilíbrio encorajando mudanças estratégicas de políticas e envolvendo mais jovens nesses esforços.

A UNAIDS, o fundo da Organização das Nações Unidas para a doença informou que o objetivo da campanha é reduzir as infecções por HIV em adolescentes em 75% e as mortes por doenças relacionadas à aids em 65% até 2020.