Usuários reclamam de ciclovias em São Vicente

Pistas que margeiam as Avenidas Getúlio Vargas e Tupiniquins estão em mau estado de conservação.

Comentar
Compartilhar
09 DEZ 2018Por Vanessa Pimentel11h34
Buracos, mato alto e água empoçada fazem parte do trajeto de quem precisa passar por ali.Buracos, mato alto e água empoçada fazem parte do trajeto de quem precisa passar por ali.Foto: Nair Bueno/DL

Usuários das ciclovias que margeiam as Avenidas Getúlio Vargas e Tupiniquins, em São Vicente, estão reclamando do mau estado de conservação das pistas. No trecho que liga a Praia da Biquinha à Ponte Pênsil, a ciclovia não tem sinalização de solo adequada e o piso remete a um calçadão, o que causa constantes brigas, segundo os usuários, entre ciclistas e pedestres que não sabem que o local é destinado às bicicletas.

“A única sinalização são duas placas penduradas em postes, o que confunde moradores e principalmente turistas que caminham por aqui, arriscando sua integridade física e correndo risco de sofrer um acidente”, diz o munícipe Ademir Mattos. 

Enquanto a Reportagem estava no local, foi possível observar, de fato, pedestres dividindo o mesmo espaço com bicicletas. Em determinado trecho, próximo à Ponte Pênsil, existe um buraco que, segundo Ademir, é de uma árvore que foi retirada há meses. 

Já no trecho da ciclovia da Tupiniquins, as reclamações se referem ao mau estado de conservação do asfalto, muitos buracos, água empoçada por falta de drenagem, árvores caídas e mato alto em toda a sua extensão. 

Roseli Maciel mora no bairro há 40 anos e explicou que a via recebeu nova pavimentação há pouco tempo, mas o serviço não contemplou a ciclovia. 

Denice Santana utiliza a ciclovia diariamente para levar o filho à escola. De acordo com ela, como a ciclovia tem muitos desníveis e a água que fica empoçada acaba espirrando na roupa de ciclistas que fazem o trajeto para ir trabalhar, muitos preferem disputar espaço com os carros na avenida. 

“Já vi muitos acidentes aqui por causa disso. O pessoal não que sujar a roupa e acaba se colocando em situação de risco”, cita. 

Respostas

A Prefeitura, por meio da Secretaria de Projetos Especiais (Sepes), informou que as ciclovias do Japuí e da orla do Gonzaguinha já estão no cronograma de serviços de manutenção.

Em relação à sinalização a Setrans está encarregada de reforçá-la.  Quanto ao mato, a Codesavi explicou que a Avenida recebe mensalmente, roçagem e capinação, serviços que foram executados no dia 12 do mês passado. O buraco na ciclovia próximo àPonte Pênsil citado será fechado.

Semana do Ciclista 

Em comemoração à Semana Municipal dos Ciclistas, a Prefeitura, em parceria com a Associação Brasileira de Ciclistas (ABC) e Liga Santista de Ciclismo promoveu na sexta-feira passada, a 1ª Mesa Redonda de Especialistas de Mobilidade Cicloviária com o tema ‘Pedala São Vicente 2019’. Também lançou a campanha ‘Motorista Olhe o Ciclista’ e o projeto para o 1º Ecoponto de Bicicletas. 

Por isso hoje tem passeio ciclístico com saída marcada às 10h na Praça Barão do Rio Branco com destino a Praia do Itararé. Crianças até 12 anos devem estar acompanhadas dos responsáveis. O trajeto será feito pela ciclovia. É recomendado que os participantes levem garrafa de água para se hidratar. Se chover, será cancelado.