X

São Vicente

SV: motoristas de ônibus municipais retomam greve e operam com frota parcial

A última paralisação no serviço teve fim em 21 de janeiro após uma audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT); agora os funcionários operam com frota parcial

Da reportagem

Publicado em 01/02/2022 às 14:07

Atualizado em 01/02/2022 às 16:44

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

SV: motoristas de ônibus municipais retomam greve, operam com frota parcial e reivindicam direitos / Nair Bueno/DL

Motoristas do transporte público de São Vicente, iniciaram uma nova greve nesta terça-feira (1º), por causa de salário e benefícios que estão atrasados. Assim, os funcionários operam com apenas 60% dos ônibus durante o dia, e 100% nos horários de pico, segundo determinação judicial.

A última paralisação no serviço teve fim em 21 de janeiro após uma audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho (TRT). O juiz havia solicitado que os funcionários aguardassem até 31 de janeiro, que seria o dia do pagamento do salário, vale-refeição, cesta básica e plano de saúde. Porém, como a empresa não honrou com o acordo, eles retornaram para a greve.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

Segundo a categoria, os atrasos são relacionados ao pagamento de salário, vale-refeição, cesta básica, plano de saúde referentes ao mês de janeiro, além de PLR, férias e horas extras do ano passado.

Greve anterior

Motoristas e funcionários da Otrantur, concessionária responsável pelo transporte público municipal, cessaram os trabalhos em 10 de janeiro. Na epóca os trabalhadores relataram que os salários estavam atrasados desde 30 de dezembro. 

O movimento teve inicio pela manhã, e nenhum ônibus saiu da garagem no horário previsto. Porém, o trabalho foi retomado no mesmo dia, devido a promessa da empresa em cumprir com as reinvidicações dos trabalhadores. 

Na época, a Otrantur informou que os atrasos aconteceram em razão de uma crise financeira imposta não só pela pandemia, mas por diversos outros eventos, tais como o não reajuste da tarifa, aumento do diesel, fechamento do município em virtude da Covid, e falta de contrapartida por parte da administração pública.

Otrantur

Em nota enviada ao Diário, a Otrantur Transporte e Turismo, Concessionária de Transporte Urbano de São Vicente, informa que na madruga de hoje (01/02), formou-se um movimento grevista de maneira regular, ordeira e pacífica, com a presença do sindicato que representa a categoria e a observância dos requisitos legais.

Tendo como base tais requisitos, a Concessionária já havia obtido pedido liminar garantindo o atendimento à população, conforme despacho proferido nos seguintes termos:

“DEFIRO A LIMINAR REQUERIDA assegure, no caso de deflagração da greve, contingentes de trabalhadores necessários para a circulação de 100% (cem por cento) da frota da requerente no horário de pico (6h às 9h e 16h às 19h) e de 60% (sessenta por cento) nos demais horários.”

O pleito de nossos colaboradores pauta-se no pagamento de salários e benefícios vencidos ontem (31/01) que não foram pagos em virtude da crise financeira vivida pela Concessionária, imposta não só pela Pandemia, mas por diversos outros eventos, tais como, o não reajuste da tarifa, aumento do diesel, fechamento do município em virtude da Covid.

Temos buscado o diálogo e a construção de um acordo junto aos mais de 280 colaboradores que compõem os quadros desta Concessionária, pois entendemos da urgência de solucionar o problema, e nosso empenho está em quitar os saldos ainda no decorrer desta semana.

A Otrantur Transporte e Turismo vem buscando melhorias no serviço, mesmo em tempos tão difíceis como os atuais, e não deixaremos de cumprir com o compromisso firmado junto ao Município, ou seja, a Prestação de um serviço de transporte municipal a todos os usuários que diariamente se locomovem pela 1ª Cidade do Brasil.

 

 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Economia

Movimento de cargas cresce 2,3% no trimeste no Porto de Santos

Santos Port Authority, estatal que administra o maior porto do país, divulgou que volume alcançado foi de 42 milhões de toneladas

ALERTA

Paguei com Pix, mas era golpe; saiba como recuperar o dinheiro

Advogado explica o que fazer e quais instituições podem ajudar a se livrar do prejuízo

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software