São Vicente

São Vicente recebe Operação Baixada Santista Mais Segura

Ação da Polícia Militar, com apoio da Guarda Civil Municipal, estende-se por 24 horas em pontos estratégicos da Cidade

Da Reportagem

Publicado em 10/08/2022 às 19:41

Atualizado em 10/08/2022 às 19:45

Comentar:

Compartilhe:

Operação Baixada Santista Mais Segura / Divulgação/PMSV

Uma ação de 24 horas ininterruptas está sendo realizada em São Vicente, nesta quarta-feira (10), pela Polícia Militar do Estado de São Paulo, com apoio da Guarda Civil Municipal (GCM). A Operação Baixada Santista Mais Segura envolve as modalidades de policiamento Rádio Patrulha, Rádio Patrulhamento com Motos e Força Tática, com a participação do 2º Batalhão de Ações Especiais de Polícia (BAEP), com realização de ações de visibilidade, saturação e fiscalização de trânsito, em locais cujos índices criminais apontam a necessidade de maior prevenção/repressão da criminalidade.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

“Durante 24 horas, a Secretaria de Defesa e Ordem Social, com a GCM e a Polícia Militar, estará atuando de forma integrada para reduzir índices de criminalidade, com frentes em pontos estratégicos na praia, Centro e bairros”, destaca o secretário da SEDOS, Silvio Damaceno.


Esse trabalho acontece em todas as cidades da Baixada Santista, e vem ao encontro da política de segurança adotada pela Prefeitura de São Vicente. Na terça-feira (9), por exemplo, o prefeito Kayo Amado adiantou os bastidores do novo Centro de Controle Operacional (CCO), algo inédito para a segurança pública da Cidade, já que as obras estão na reta final.


Juntamente com os totens instalados em pontos estratégicos do Município, o CCO contemplará o primeiro sistema de monitoramento 24h da história de São Vicente.


O Centro de Controle Operacional - CCO reunirá profissionais capacitados que ficarão responsáveis pelo monitoramento do Município, através de câmeras 360 graus, possibilitanto também um trabalho conjunto entre a Guarda Civil Municipal (GCM), agentes de trânsito, Polícia Militar (PM), Corpo de Bombeiros e SAMU.


O novo equipamento também terá sala de gerenciamento de crise e sala de força-tarefa, para que as equipes administrem situações que envolvam a segurança pública e desenvolvam operações especiais.


Já os 30 totens de segurança instalados na Cidade possibilitarão que o morador ou turista comunique qualquer situação de emergência através do botão de pânico. Neste caso, a pessoa poderá conversar com um profissional qualificado que estará no CCO, que poderá acionar a viatura da GCM e prestar o atendimento adequado.


Além disso, os equipamentos contam com leitor de placas inteligente para controlar os acessos de carros clandestinos, evitando, assim, descarte irregular e abandono de pessoas em situação de rua no Município.


Outras ações na segurança


A Administração Municipal lançou em 2021, o Programa São Vicente Mais Segura e, desde então, tem desenvolvido diversas iniciativas desde o ano passado, a fim de reformular o cenário da segurança pública na Cidade.


A atual gestão herdou apenas quatro viaturas disponíveis para rondas na Cidade. Hoje, a GCM já dispõe de dez veículos novos. Os veículos têm compartimento para transporte de armas longas e guarda-preso no porta-malas, com revestimento adequado para transportar as pessoas detidas. Além disso, possuem adaptações básicas para carros policiais: rádio, sirene e giroflex.


A corporação também foi reforçada com 17 novos agentes. Outros 16 estão em formação.


Para a vistoria da orla de São Vicente, foram reativados o pelotão ambiental e patrulhamento marítimo, e o ônibus da base móvel foi revitalizado.


A GCM intensificou as fiscalizações da ‘Operação Centro Seguro', contando como estágio de qualificação dos agentes.


A Secretaria de Defesa e Ordem Social (Sedos) firmou convênio com a Polícia Federal, para que os profissionais da GCM sejam habilitados para portar, de forma institucional, armas de fogo. Para isso, serão executados treinamentos de manuseio e exame psicotécnico.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Certame

Com salário de R$ 13 mil, concurso da Justiça Eleitoral inscreve só até quinta

O processo seletivo preencherá 412 vagas para 21 cargos efetivos dos quadros da Justiça Eleitoral e também formará cadastro de reserva

Violência

Presidentes dos EUA foram alvos de ataques ao longo dos séculos; veja aqui

Theodore Roosevelt e Ronald Reagan também foram atacados e sobreviveram

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter