Programa Criança Feliz chega a São Vicente e atenderá 500 famílias

Iniciativa atende beneficiários do Bolsa Família com foco nos primeiros anos de vida e no desenvolvimento na primeira infância

Comentar
Compartilhar
04 JUL 2018Por Da Reportagem16h15
A capacitação é voltada aos supervisores que formarão os técnicos que atuarão diretamente com os participantes do projetoA capacitação é voltada aos supervisores que formarão os técnicos que atuarão diretamente com os participantes do projetoFoto: Prefeitura de São Vicente

Com o foco na primeira infância e no desenvolvimento de ações para auxiliar famílias que estão no programa Bolsa Família, teve início nesta semana o curso de capacitação para o Programa Criança Feliz, na Vila de São Vicente (Praça João Pessoa – s/nº). A capacitação é voltada aos supervisores que formarão os técnicos que atuarão diretamente com os participantes do projeto. O curso será realizado até sexta-feira (06).

O programa atenderá famílias em situações de vulnerabilidade. Os visitadores acompanharão mensalmente o desenvolvimento de crianças de 0 a 6 anos e gestantes. A ideia é estabelecer, reforçar e manter o vínculo familiar. Em São Vicente serão atendidas 500 pessoas.

“O Ministério de Desenvolvimento escolhe o perfil das famílias, após isso é passado uma listagem nos municípios. E eles fazem a busca para o programa Criança Feliz”, disse Jucimara Rodrigues, diretora técnica da Diretoria Regional de Assistência e Desenvolvimento Social da Baixada Santista (DRAS). Cinco cidades aderiram ao programa na Região.

“É fundamental esse programa para as famílias e principalmente no desenvolvimento da criança nos primeiros anos de vida. Vimos que está tendo resultados, com 1.500 famílias atendidas na Região e mais de 40 mil no Estado”, disse Gilberto Nascimento Júnior, secretário Estadual de Desenvolvimento Social, que esteve presente na capacitação desta quarta-feira (4). A aula envolveu técnicos de cidades da Baixada Santista e do Vale do Ribeira.

A moradora de Juquiá, Débora Maria da Silva é uma das participantes do curso. Ela ressaltou os benefícios do programa. “É de extrema importância esse trabalho no início da vida da criança, ajudar essas famílias”.