Professora é abordada por assaltantes em biblioteca de escola em São Vicente

Caso ocorreu em uma unidade da Vila Margarida; outra professora foi assaltada e agredida a caminho do trabalho; abaixo-assinado pede mais segurança

Comentar
Compartilhar
16 JUN 2016Por Diário do Litoral20h02
Pais de alunos de escolas localizadas no bairro Vila Margarida, em São Vicente, recolhem assinaturas para pedir mais segurançaPais de alunos de escolas localizadas no bairro Vila Margarida, em São Vicente, recolhem assinaturas para pedir mais segurançaFoto: Matheus Tagé/DL

Pais de alunos de escolas localizadas no bairro Vila Margarida, em São Vicente, recolhem assinaturas para pedir mais segurança. Os assaltos são constantes e, em um deles, uma professora foi abordada por dois indivíduos dentro da biblioteca da unidade. Em outra ocorrência, uma docente foi assaltada e agredida no caminho para o trabalho. O clima é de medo entre os funcionários.

“Ela foi abordada por dois moleques dentro da biblioteca. Há 15 dias levaram o celular de outra professora que estava entrando no estacionamento. Fizemos uma reunião com os pais para tentar uma solução para nos ajudar, pois eles moram na comunidade”, disse Maria Bernadete Barbosa, diretora da EMEF Lucio Rodrigues.

Diante da situação, os pais dos alunos decidiram recolher assinaturas solicitando mais segurança no bairro. O documento, que circula nas redes sociais da internet, relata o aumento do número de assaltos naquela região e ressalta dois episódios, um deles o da abordagem na biblioteca, que ocorreu no último dia 25 de maio.

“No último dia 25 de maio dois indivíduos adentraram nas dependências da escola e invadiram a biblioteca, local este frequentado por alunos e professores. Dessa forma, acabaram abordando uma professora no banheiro deste recinto, ameaçando-a com palavras e demonstrando estarem armados, ao qual solicitaram aliança e celular. No último dia 14, uma funcionária da escola foi assaltada e agredida por três adolescentes às 6h40 quando se dirigia ao seu local de trabalho”, descreve o abaixo-assinado.

Ações

Procurada, a Prefeitura de São Vicente informou, por meio da Secretaria da Educação (Seduc), que enviou ofício à Polícia Militar e à Guarda Civil Municipal (GCM) no sentido de traçar plano de ação conjunto para eficientizar a segurança no entorno dessas unidades.

De acordo com a Administração Municipal, a GCM realiza patrulhamento preventivo na área escolar quando há ocorrências e reunirá as informações necessárias para montar um plano de segurança junto à Polícia Militar no local. 

O Diário do Litoral questionou a Polícia Militar sobre o assunto, mas até o momento não obteve retorno.