SABESP AGOSTO DESK TOPO
SABESP AGOSTO MOB

Barreiros: Rosana Valle cobra da EMTU solução para passagem das linhas intermunicipais

Grande parte das linhas intermunicipais é formada por ônibus de grande porte, proibidos pela Justiça de atravessar a ligação

Comentar
Compartilhar
01 JUL 2020Por Da Reportagem13h02
A liberação parcial ao tráfego de veículos na Ponte dos Barreiros aconteceu nesta manhã de quarta-feiraFoto: DIVULGAÇÃO

A liberação parcial ao tráfego de veículos na Ponte dos Barreiros, nesta manhã de quarta-feira (1º/7), fez a deputada federal Rosana Valle (PSB) pedir à Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) a utilização de micro-ônibus de forma a atender grande parcela da população da Área Continental de São Vicente que usa linhas intermunicipais, cujos ônibus, com mais de dois eixos, estão impedidos de circular na ligação por determinação da Justiça.

“Ao não liberar a ponte para ônibus e caminhões por um ano, a Justiça faz com que  a EMTU, responsável pelas linhas intermunicipais, busque  encontrar uma solução, junto à empresa que presta o serviço, para que os moradores da Área Continental não sejam obrigados a continuar tomando duas conduções em tempos de pandemia”, afirmou a parlamentar, que encaminhou ofício, nesta mesma quarta-feira, à EMTU e à Secretaria de Transportes Metropolitanos do Estado, cobrando uma providência rápida para não deixar a população desassistida neste aspecto.

A Justiça seguiu a orientação da empresa responsável pela obra e do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), ligado ao Governo do Estado, de que a ponte não está apta a receber veículos com  mais de dois eixos. Isso impede a passagem dos ônibus e caminhões. A grande parte das linhas intermunicipais que atende São Vicente é formada por ônibus de grande porte. Estão liberados carros de passeio, motos, utilitários, SUVs, camionetes e micro-ônibus.  

Rosana Valle acompanhou a reabertura da Ponte dos Barreiros, às 6 horas da manhã desta quarta-feira, e ouviu os moradores preocupados com esta questão. 

“Fico feliz por esta primeira etapa vencida. Consegui os recursos, junto ao Governo Federal, por meio do presidente da República. Os R$ 58 milhões liberados são para as duas etapas da obra: a emergencial, agora concluída, e a completa, que inclui todas as estacas da ponte. Por isso, continuarei acompanhando. Mas, agora, temos que resolver esta questão das linhas intermunicipais para que todos possam usufruir da liberação”, afirmou a deputada, que também conversou hoje  cedo com o prefeito Pedro Gouvêa a respeito.