X

São Vicente

Oficina de Capacitação do Via Rápida 18 é realizada nesta terça (21)

Atividade será na UNIBR, às 10h30

Da Reportagem

Publicado em 20/08/2018 às 20:49

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Nesta terça (21), às 10h30, será realizada a oficina de capacitação e nivelamento técnico para as equipes da Prefeitura de São Vicente e da empresa contratada para execução das atividades previstas para o Programa Via Rápida 18 - JEPOE. O curso será ministrado no auditório da Faculdade UNIBR (Avenida Capitão-mor Aguiar, 798 – Centro).  

O objetivo da oficina é capacitar coordenadores, monitores e multiplicadores envolvidos na execução e promoção do Via Rápida 18, para que possam dominar os aspectos gerais e específicos desta modalidade e, assim, desempenharem seus papéis e funções de modo eficaz.

A capacitação é fundamental ao longo da implementação do programa para que todos os envolvidos neste processo conheçam de maneira integral o funcionamento, objetivo e estejam alinhados tanto em relação às bases do Via Rápida 18, como com as habilidades e competências necessárias à interação com os jovens.

O Via Rápida 18 se destaca por pelo menos dois aspectos, um deles é por ser um programa que se justifica diante os níveis de vulnerabilidade social e de criminalidade que ameaçam o jovem paulista. Além disso, é um programa voltado ao público jovem que requer uma atenção especial de seus operadores pela habilidade de articular a formação e o acolhimento deste público.

Carga horária: 3 horas-aula

Conteúdo Selecionado:

A importância do Via Rápida 18: as justificativas da necessidade desta modalidade como política pública;
Conhecendo o Via Rápida por dentro: as características estruturais e que norteiam seu funcionamento (duração, público-alvo, benefícios do programa, etc.)

O Curso de Formação Cidadã: os conteúdos do curso e a importância da interdisciplinaridade presente entre os temas;

O papel do monitor: as ações pertinentes à monitoria das atividades comunitárias realizadas pelos jovens, os deveres do monitor e as habilidades necessárias;

Práticas Pedagógicas: os aspectos de natureza pedagógica que devem balizar a interação com os jovens e que precisam ser observados por parte dos monitores e instrutores.
Metodologia:

Aula expositiva e dialogada com uso de recursos audiovisuais – slides. Ao final da exposição, será promovida uma rodada de perguntas para esclarecimentos gerais.

Distribuição das atividades na aula:

Apresentação dos expositores e demais presentes na oficina;
Introdução quanto à natureza da oficina e seu objetivo;
Breve apresentação do conteúdo geral a ser trabalhado;
Apresentação do primeiro conjunto de slides com conteúdo para instrutores envolvidos no curso de Formação Cidadã;
Apresentação do segundo conjunto de slides com conteúdo para monitores;
Retomada da discussão sobre as especificidades da prática pedagógica e da interação com jovens.
Rodada de perguntas – Finalização da oficina.
 

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Cotidiano

Estabelecimentos comerciais recebem fiscalização do Procon/SP em Bertioga

A ação teve a participação do Órgão Municipal de Defesa do Consumidor.

Cotidiano

Santos, São Caetano e Balneário Camboriú têm mais moradores em apartamentos do que em casas

Morar em apartamento é fenômeno crescente no país, mostra a pesquisa

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter