Novos contêineres da Biquinha estão em fase de licitação

Praça da Biquinha ganhará três equipamentos; previsão é que processo termine até o final de dezembro.

Comentar
Compartilhar
25 NOV 2019Por Caroline Souza08h42
A chuva e o vento são os principais problemas enfrentados pelos comerciantes do local.Foto: NAIR BUENO/DIÁRIO DO LITORAL

A compra de contêineres que vão mudar a cara da Praça da Biquinha, em São Vicente, está em fase de licitação. Os comerciantes lutam há anos por um local definitivo de trabalho. Em maio deste ano, o Diário do Litoral noticiou que a proposta do projeto elaborado pela Prefeitura estava em fase de finalização.

Ao todo, serão três contêineres. Eles serão equipados com pia, drywall, iluminação elétrica, hidráulica e receberão pintura por dentro.

A previsão da Administração Municipal é que a licitação termine até o final de dezembro. Segundo a Secretaria do Comércio, Indústria e Negócios Portuários (Secinp), os equipamentos serão instalados assim que o processo de aquisição terminar.

Os permissionários estão sabendo da novidade, mas segundo Luciana Pereira Silva, proprietária de duas barracas, a Prefeitura não informa os detalhes. "Ouvimos boatos que entregariam no dia 22 de janeiro, aniversário da Cidade, então estamos na expectativa", conta.

A chuva, o vento e a grande quantidade de pombos no local são os principais problemas enfrentados pelos comerciantes.

"A forma que a gente trabalha é horrível. Depois que pegou fogo virou uma bola de neve, temos muitas dívidas", lamenta Luciana.

De acordo com a permissionária, os clientes reclamam dos doces expostos, o que diminuiu muito as vendas. "A briga dos clientes é porque está exposto, muitos não compram por isso".

Em uma entrevista ao Diário do Litoral, em maio deste ano, o prefeito Pedro Gouvea afirmou que os contêineres serão "semelhantes a food trucks, mas fixos, além de totalmente adaptados, modernos, com expositores e áreas para que eles não precisem tirar e colocar as coisas todos os dias".

REFORMAS

A Praça da Biquinha passou por reformas recentes, que contou com melhorias no sistema de drenagem, substituição das pedras por piso de concreto, instalação de deck de madeira para acesso ao cruzeiro, rampa de acessibilidade à praça e novo paisagismo, além de mobiliário urbano e instalação de bicicletário.

HISTÓRICO

No dia 2 de março de 2013, um incêndio destruiu 12 quiosques de doces da Praça da Biquinha. Com isso, os vendedores passaram anos atuando de forma improvisada na Praça Vinte e Dois de Janeiro.

"Desde que pegou fogo trabalhamos com doces expostos e de forma improvisada, isso diminui muito o número de vendas e muitos permissionários desistiram de abrir suas barracas", comenta Luciana.

O espaço na Praça da Biquinha foi reinaugurado em janeiro de 2017. Os permissionários ainda saíram novamente para que fosse construído um piso.