Mutirão contra o Aedes aegypti chega ao Parque das Bandeiras neste sábado (17)

Aproximadamente 60 quarteirões do bairro serão vistoriados; equipes da Zeladoria recolherão materiais inservíveis descartados pelos munícipes

Comentar
Compartilhar
16 ABR 2021Por Da Reportagem14h08
om mais de 900 casos confirmados de dengue e 157 de chikungunya, São Vicente segue no combate ao mosquito Aedes aegyptiom mais de 900 casos confirmados de dengue e 157 de chikungunya, São Vicente segue no combate ao mosquito Aedes aegyptiFoto: Arquivo/Agência Brasil

Com mais de 900 casos confirmados de dengue e 157 de chikungunya, São Vicente segue no combate ao mosquito Aedes aegypti, contando com a parceria da população.

Os mutirões percorrem várias regiões da Cidade e, dessa vez, o bairro contemplado é o Parque das Bandeiras, na Área Continental, que recebe, neste sábado (17), os 30 agentes do Departamento de Controle de Doenças Vetoriais (Decodove). A ação acontece das 8h às 14h. 
 
Os mutirões realizados na Cidade servem para conter a proliferação do mosquito, eliminando criadouros de imóveis e terrenos, além de conscientizar os moradores através de conversas e panfletos, sobre a importância da contribuição deles para a prevenção das doenças.
 
Vale destacar que todos os agentes envolvidos no mutirão estão imunizados contra a Covid-19 e trabalham seguindo um rigoroso protocolo sanitário, estabelecido pela Vigilância da Cidade, como a utilização de máscaras e luvas (trocadas a cada visita) e álcool em gel. 
 
Com isso, é preciso que os munícipes abram as portas para receber os agentes do Decodove. Para garantir a tranquilidade e a segurança da população, a Prefeitura criou uma lista com nomes e fotos dos profissionais que estão em atuação.
 
O biólogo e chefe do Departamento de Controle de Doenças Vetoriais (Decodove), Fábio Lopes, pede aos munícipes que “retirem o máximo de criadouros potenciais, os ensacando e colocando na calçada. Um caminhão da Prefeitura recolherá todos os criadouros”.
 
Cuidados que precisamos ter:

• Não acumule materiais descartáveis desnecessários e sem uso. Se forem destinados à reciclagem, guarde-os sempre em local coberto e abrigado da chuva;
• Trate adequadamente a piscina com cloro. Se ela não estiver em uso, esvazie- a completamente, não deixando poças d 'água. Se tiver lagos, cascatas ou espelhos d 'água, mantenha-os limpos ou crie peixes que se alimentem de larvas;
• Entregue pneus velhos ao serviço de limpeza urbana. Caso precise deles, guarde-os, sem água, em local coberto;
• Verifique se os ralos da casa não estão entupidos. Limpe-os pelo menos uma vez por semana e, se não estiver usando, deixe-os fechados;
• Guarde garrafas, baldes ou latas vazias de cabeça para baixo;
• Lave com escova e sabão as vasilhas de água e comida dos seus animais uma vez por semana;
• Retire a água da bandeja externa da geladeira pelo menos uma vez por semana. Lave a bandeja com sabão;
• Não deixe acumular água nos bebedouros;
• Mantenha os pratos dos vasos de planta sem água. Deposite terra para ajudar a drenagem.
 
Nebulização – Durante essa semana, o Parque Bitaru recebeu a nebulização, conhecida popularmente como ‘fumacê’, para combater a proliferação do Aedes aegypti, mosquito responsável pela transmissão de dengue, zika e chikungunya.
 
A equipe finaliza, nesta sexta-feira (16), os trabalhos no Parque Bitaru e já planeja o início do fumacê no próximo bairro, o Jóquei Clube.
 
É importante ressaltar que, apesar da ação, o empenho de todos é essencial, e a melhor estratégia de combate ainda é a prevenção. 

Denúncias - Para munícipes que queiram realizar denúncias, o Decodove disponibiliza o número 0800 771 0037. É importante que o denunciante forneça os dados sobre o local onde se encontra a irregularidade, facilitando o trabalho dos agentes.