SEDUC

Morre suspeito de agredir mãe e filha a marretadas em São Vicente

O encanador, de 47 anos, estava internado desde terça-feira (11) e faleceu por complicações do diabetes.

Comentar
Compartilhar
16 JUN 2019Por Da Reportagem11h34
O encanador, de 47 anos, morreu por complicações do diabetes.Foto: Reprodução/Facebook

O encanador de 47 anos suspeito de agredir mãe e a filha a marretadas, em São Vicente, morreu após dar entrada na Unidade de Pronto Atentimento (UPA) da Zona Noroeste. Ele estava internado desde a última terça-feira (11) e faleceu por complicações do diabetes.

O homem estava preso desde 03 de junho, um dia depois de ter sido acusado de agredir mãe e filha na casa da família onde moravam, na Vila Ponte Nova, Área Continental de São Vicente. As informações dão conta de que ele agiu dessa forma por ciúmes após uma postagem da mulher nas redes sociais. Eles já estavam separados. 

Ele teria invadido a casa da família por volta das 6h do domingo (02). Ele caminhou até o quarto onde sua ex-companheira dormia e a atingiu com golpes de marreta na cabeça. A filha dela, que dormia ao lado da mãe, também foi atingida. O irmão dela, de 13 anos, conseguiu correr e pedir a ajuda dos vizinhos.

A mãe ainda segue internada depois de passar por procedimentos cirúrgicos e ter ficado vários dias em estado crítico. Já a filha teve alta e está sob os cuidados de parentes.

O corpo do encanador foi encaminhado ao Serviço de Verificação de Óbito (SVO) do Hospital Guilherme Álvaro. O caso foi registrado como morte suspeita e segue em investigação pelo 5º DP de Santos.