'Mãos à Obra' avança e garante melhorias aos bairros de São Vicente

Áreas beneficiadas pelo Mutirão continuam sendo ampliadas e os resultados são visíveis por onde a equipe já passou, na Área Continental e na Área Insular.

Comentar
Compartilhar
13 JUL 2019Por Da Reportagem17h36
'Mãos à obra' realizado no bairro do Humaitá.Foto: Divulgação/PMSV

O Mutirão 'Mãos à Obra' continua avançando e levando melhorias por ruas e avenidas de São Vicente. Nesta sexta-feira (12), as contempladas com os serviços realizados pela ação foram as ruas Tupis, na Vila Nossa Senhora de Fátima; Coronel Silva Telles, no Parque São Vicente; e Bolívia, que fica entre os dois bairros da Área Insular. A Praça 90, no Humaitá, Área Continental, também está sendo contemplada (foto).

Nas vias insulares, as equipes da Prefeitura e da Companhia de Desenvolvimento de São Vicente (Codesavi) realizaram serviços de limpeza, varrição, retirada de entulho e pintura de guias e sarjetas. As ações têm apoio de 75 reeducandos do regime semiaberto do Sistema Penitenciário do Estado de São Paulo e que se uniram ao Mutirão a partir de parceria entre a Prefeitura e a Fundação Professor Manoel Pedro Pimentel (Funap), o que permitiu a liberação pela Penitenciária II de São Vicente desses reeducandos (30 para a Área Continental e 45 para a Área Insular).

Na Praça 90, além de limpeza, varrição, retirada de entulho e pintura de guias e sarjetas, o Mutirão está promovendo a capinação e a melhoria dos jardins. O Humaitá é o primeiro bairro da Área Continental a receber o Mãos à Obra. Antes, a ação já havia passado pela Ponte de Barreiros, Avenida Angelina Pretti, Lagoa do Quarentenário e Avenida Quarentenário, todas no Jardim Irmã Dolores.

Iniciado no dia 3 de junho, o Mãos à Obra já contabiliza bons resultados. No Jóquei Clube, primeiro bairro a ser visitado na Área Insular, as medidas resultaram no recolhimento de mais de 350 toneladas de entulho (incluindo os locais já visitados na Área Continental, foram 640 toneladas).

Ainda, no bairro insular, as equipes limparam 86 galerias pluviais, com a recolocação de 18 novas tampas de bueiros onde era necessária a proteção. As avenidas receberam atenção redobrada. Em especial a Engenheiro Luís La Scala Júnior, que passa por nivelamento e realinhamento do piso.

Outra ação realizada no Jóquei Clube foi a substituição de 56 lâmpadas, da iluminação de vias públicas, que estavam queimadas. O bairro também ganhou 22.600 metros lineares de serviços de raspagem, varrição e roçagem. Paralelamente às ações nas ruas e avenidas, equipes da Sedup promoveram intenso trabalho de desobstrução do canal do Dique do Caxeta.

Colunas

Contraponto