Escolas de Educação Infantil ganham lousas digitais

Com a iniciativa, todas as escolas municipais de PG passam a ter a ferramenta

Comentar
Compartilhar
11 MAR 2017Por Da Reportagem16h30
As lousas digitais já são uma realidade há mais de dois anos e estão presentes em todas as salas de aulaAs lousas digitais já são uma realidade há mais de dois anos e estão presentes em todas as salas de aulaFoto: Divulgação/PMSV

Nas escolas de Ensino Fundamental, as lousas digitais já são uma realidade há mais de dois anos e estão presentes em todas as salas de aula. A novidade agora é a implantação desses equipamentos nas unidades de Educação Infantil. As lousas já foram compradas e agora estão sendo implantadas. Até o final do semestre, todas as salas de aula de Infantil I e II contarão com o recurso, que torna as aulas mais atrativas e dinâmicas.

Cada classe de Infantil I e II receberá um kit composto por uma lousa interativa sensível ao toque (touch screen), um projetor de imagens e um computador, possibilitando ao professor criar e apresentar sua aula através dos equipamentos. A Subsecretária de Gestão Pedagógica da Secretaria de Educação (Seduc), Cida Cubília, destaca os benefícios que o uso da lousa digital traz para a Educação. “Hoje em dia, os alunos crescem habituados ao mundo virtual e rodeado de informações visuais, por isso o ato de conectar o conteúdo programático das aulas com essa tecnologia torna o ensino muito mais significativo e prazeroso pra eles, trazendo sua realidade pra dentro da sala de aula e, consequentemente, auxiliando na fixação dos conceitos ensinados”.

A subsecretária também explica que o equipamento facilita a rotina dos professores. “Por meio desse equipamento, os docentes podem utilizar facilmente recursos como vídeos, músicas, gráficos, imagens e jogos didáticos virtuais em suas aulas, relacionando os conteúdos a serem ensinados com essas atividades. Isso tudo facilita a vida do professor, que tem um recurso fantástico à sua disposição e já foi capacitado pela rede a utilizar esse equipamento”, afirmou.

Professora da rede municipal de Praia Grande há 20 anos, Maria Goreti Souza Rodrigues leciona para o 3º e 4º anos e enfatiza as vantagens do uso da lousa. “Eu preparo minha aula em casa e trago o conteúdo e as atividades em pendrive, utilizando bastante imagens e sons para atrair a atenção dos alunos e ajudar na assimilação”, explica a docente, dando exemplos. “Esta semana, estamos abordando a história do carnaval. No ensino tradicional, eu explico pra eles, por exemplo, que as marchinhas surgiram no século XIX. Com a lousa digital, eles podem ouvir as marchinhas, podem ver imagens de como era o mundo no século XIX, como eram as fantasias de carnaval nessa época, entre muitos outros detalhes. O ensino é ampliado, a criança passa a ter mais exemplos do conteúdo transmitido, fica mais interessada e aprende mais. Isso tudo sem contar que a lousa digital nos livra do uso do giz, que costuma trazer muitas alergias”. 

Lecionando há 12 anos na rede, a professora Dayse Ricardo dos Santos, que dá aula para o 2º ano, tem a mesma opinião. “Com a lousa digital, o conhecimento vai além do que o livro pode oferecer, a construção vai além do caderno, o aluno se interessa mais pela aula e assimila melhor. A criança de hoje é da era digital, a tecnologia é o seu mundo, portanto ela se identifica com recursos digitais como a lousa”, salienta. “Para o professor também é ótimo, pois ele pode trazer pra sala de aula o que a mídia oferece, atraindo a atenção do aluno. Ele pode ampliar o conteúdo, através de imagens, mapas, gráficos, sons e jogos didáticos. Eu uso tudo isso e incentivo os professores a explorarem a lousa digital e mudar sua forma de dar aula. Vale a pena!”.