X
São Vicente

Cachoeiras devem aquecer turismo em São Vicente

Estudantes e professores da Unip e do IFSP desenvolveram projeto para o segmento.

Cachoeiras da região chegam a reunir mais de seis mil pessoas por final de semana ensolarado. / Cesar Morgado/PMSV

Alunos do curso de Turismo da Universidade Paulista e Instituto Federal de São Paulo (IFSP) campus Cubatão desenvolveram um projeto voltado para as potencialidades turísticas das cachoeiras localizadas nas regiões de Paratinga e Acarau, na Área Continental de São Vicente. O resultado do trabalho foi apresentado ontem ao prefeito Pedro Gouvêa.

Em abril, atendendo convite da Prefeitura de São Vicente, estudantes e professores da Unip e do IFSP iniciaram o projeto. A ideia era unir acadêmicos, poder público e comunidade em torno de propostas viáveis para o turismo sustentável na região das cachoeiras de São Vicente. O trabalho foi realizado ao longo de dois semestres.

O projeto contou com etapas de pesquisa de campo, conversa com a comunidade local e oficinas nas universidades. Os estudantes identificaram as potencialidades da região e indicaram alternativas para o desenvolvimento turístico daquela área, muito frequentada nos meses de verão.

Na apresentação de ontem, os estudantes mostraram ao prefeito, vereadores e demais autoridades o resultado do projeto, que foi desenvolvido a partir de propostas voltadas ao Turismo de Base Comunitária (TBC).

A modalidade é desenvolvida pela própria comunidade, onde a população local, de forma associativa e solidária, possui o controle efetivo das terras e das atividades econômicas associadas à exploração do turismo local, sendo diretamente responsável pelo planejamento das atividades e gestão da infraestrutura e serviços fornecidos ao turismo local, tudo regido pelos princípios de sustentabilidade social, econômica e respeito ao meio ambiente. 

Paraíso escondido na Área Continental

Escondidas às margens da Serra do Mar, na Área Continental de São Vicente, as três cachoeiras chegam a reunir mais de seis mil pessoas por final de semana ensolarado. A Prefeitura de São Vicente já havia manifestado interesse, no início do ano passado, de desenvolver um projeto de educação ambiental e turístico na região.

Em Paratinga, o visitante encontra a cachoeira conhecida como ‘escorregadeira’. O acesso se dá por baixo do viaduto por onde passa a linha férrea. As demais quedas d’água são acessíveis por trilhas.  O curso d’água vem da serra e a água desemboca no Rio Branco . Em toda a região, que tem parte sob os cuidados do Parque Estadual Serra do Mar, há vestígios de ruínas históricas.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Política

Lula elogia Dilma, mas diz que, aparentemente, aliada 'não gostava de conversar'

Ao comentar que política não se aprende da Universidade, Lula declarou que, apesar da competência técnica da sua sucessora, ela parecia não estar aberta ao diálogo, e justificou afirmando que a experiência da Dilma "foi muito sofrida"

Polícia

Guarujá: dois homens são presos após fazer funcionários de um supermercado de reféns

Além das armas de fogo, eles também estavam com utensílios para arrombar o cofre do supermercado

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software