X

São Vicente

Alunos de São Vicente serão médicos por um dia

Atividade com 'pacientes' ursinhos de pelúcia será nesta quinta-feira (08)

Da Reportagem

Publicado em 07/11/2018 às 16:50

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Com um ursinho de pelúcia em mãos, crianças de 5 e 6 anos da EMEIEF Prof. Regina Célia dos Santos  (Rua Visconde de Tamandaré,365- Centro) aprenderão na prática como funciona o trabalho de médicos,  conhecendo as etapas de um procedimento cirúrgico em suas pelúcias.  A atividade será desenvolvida nesta quinta-feira (08), das 14 às 17h, por alunos da educação infantil fase II, sob a orientação de estudantes de Medicina da Universidade Metropolitana de Santos (Unimes). Os universitários integram o “Hospital do Ursinho”, projeto mundial impulsionado pela International Federation of Medical Student's Association Brazi (IFMSA Brazil).

“A importância está na comunicação com as crianças, mostrando que nosso foco não é só a doença, mas a pessoa que está sendo cuidada. Cada aluno levará seu ursinho para ser o paciente e vai tratá-lo da melhor forma possível. Esta humanização é importante no processo de formação acadêmica e profissionalização médica”, explica Alexandre Catena Volpe, diretor de saúde pública e estudante da Unimes.

A didática começará com o aprendizado sobre o funcionamento do corpo humano e em seguida um circuito simulando a rotina hospitalar. Os mini médicos farão consultas, curativos, passando pelas vacinas, sala de gesso, sala de medicação e, por último, a cirurgia para operar o paciente de pelúcia. A consulta será fundamental para que os alunos da Unimes e as crianças firmem um vínculo para trabalhar até o final da atividade.   

“Queremos que a criança se depare com todas as etapas do atendimento enquanto explicamos da maneira mais simples e didática possível, o porquê de cada processo. No final, além de ter informação sobre a importância de ir ao médico, essa ação diminui a experiência traumática e o medo de ir ao pediatra”.

 A atividade, apoiada pela Secretaria de Educação (Seduc), foi realizada no ano passado em outra unidade escolar do Município e surpreendeu quem estava acompanhando. “Vi o trabalho deles e achei incrível. Aproximou as crianças da medicina. Elas perderam o medo e ficaram animadas para aprender mais. Foi um ótimo estimulo”, conta a chefe de educação infantil da Seduc, Nanci Tanikawa Lopes.

                        

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Diário Mais

Primeiro restaurante oficial do Bob Esponja no mundo abre em São Paulo

O empreendimento terá capacidade para mais de 250 pessoas e contará com vários ambientes, incluindo espaço kids

Cotidiano

Vila dos Criadores fará parte da Poligonal do Porto de Santos

O pedido foi feito em Brasília, na última quarta-feira, pelo presidente da Autoridade Portuária de Santos e foi atendido pelo ministro de Portos e Aeroportos

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter