X

Santos

Voluntários plantam mudas no Dia da Árvore

Duas mudas são da espécie palmito jussara, palmeiras que chegarão até oito metros de altura ao longo de cinco anos, uma de guamirim, uma de pau-jacaré e a última de angico.

Da Reportagem

Publicado em 22/09/2018 às 13:24

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

O projeto, sem fins lucrativos, faz parte do portal Pitanga Amarela. / Assessoria/Prefeitura de Santos

Um exemplo de cidadania e de conscientização pela preservação do meio ambiente não passa despercebido neste dia 21 de setembro – Dia da Árvore – com a iniciativa de Aldo Falleiros e Renato Miranda. Ambos são munícipes e voluntários que plantaram cinco mudas de árvores na Praça Ribeiro de Moraes e Silva, em frente ao Sesc.

Duas mudas são da espécie palmito jussara, palmeiras que chegarão até oito metros de altura ao longo de cinco anos, uma de guamirim, uma de pau-jacaré e a última de angico.

Na próxima semana, eles farão o plantio de mais dez de outras espécies como pitanga preta, araçarana e bacupari. Todo trabalho recebe supervisão da Coordenadoria de Paisagismo (Copaisa), da Secretaria de Serviços Públicos. "São plantas nativas da Mata Atlântica, ideais para o clima de nossa região", explica o engenheiro agrônomo João Cirilo, que destaca a importância da participação da população em ações como essa.

Há três anos, a dupla dá continuidade a um projeto antigo do pai de Renato, que produzia as mudas na escola municipal Professora Maria Carmelita Prost Vilaça. O trabalho ainda é realizado no mesmo local, onde existe um viveiro com cerca de 200 mudas e uma composteira.

CUIDADO

Mas o trabalho voluntário deles não para por aí porque também fazem questão de se responsabilizar pelos serviços de manutenção dos vegetais e, desta forma, incentivar outros munícipes a serem parceiros.

Falleiros e Miranda são gestores ambientais e estendem a vocação para o prazer de cuidar, preservar e embelezar a Cidade. "Plantamos também dentro da mata, na Praia do Sangava (Guarujá). O nosso sentimento é apenas de gratificação", diz Faleiros. Juntos, eles já plantaram cerca de 20 mudas pela Cidade.

SERVIÇO

De acordo com João Cirilo, os munícipes interessados em promover ações como essa devem primeiramente entrar em contato com a Copaisa pelo telefone 3209-8410 para receber orientações. O plantio só pode ser realizado com supervisão e após avaliação do local e do tipo de vegetal feita por um engenheiro agrônomo.

Grupo de biólogos e geógrafos também faz plantios

Na tarde desta sexta, o grupo de biólogos e geógrafos do projeto Pitanga Reflora plantou três dedaleiros, uma quaresmeira, um pau-viola, um amendoim bravo, uma paineira, um ipê amarelo do brejo, um ipê roxo sete folhas e uma pitanga nas ruas Bahia, Pedro Américo e Rio Grande do Norte. O plantio foi autorizado pela Copaisa.

O projeto, sem fins lucrativos, faz parte do portal Pitanga Amarela (www.pitangaamarela.com.br), que tem Fernanda Rodrigues como a idealizadora dos trabalhos ligados à flora, fauna e ao diagnóstico ambiental. Com o objetivo de tornar o meio urbano mais verde, os exemplares foram comprados pelo grupo no Meio Ambiente Viveiro Florestal, localizado em Campo Limpo, interior de São Paulo.

De acordo com Fernanda, o próximo plantio também será de dez mudas e ocorrerá em dezembro. "Vamos trabalhar em intervalos de 30 dias". Quem quiser colaborar para o pessoal do Projeto e adquirir os vegetais pode entrar em contato pelo e-mail [email protected].

Apoie o Diário do Litoral
A sua ajuda é fundamental para nós do Diário do Litoral. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós do Diário do Litoral temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para o Diário do Litoral continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Negou

Ex-prefeito Bili garante que não houve dolo e que vai recorrer de decisão

O juiz Leonardo de Mello Gonçalves, da Vara da Fazenda Pública do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP), condenou o ex-prefeito Luis Cláudio Bili Lins da Silva por improbidade administrativa e dano ao erário

Itanhaém

Vamos ajudar? Banco de leite materno de Itanhaém precisa de doações

O alimento pode ser compartilhado para ajudar a salvar a vida de diversos bebês na UTI Neonatal

©2024 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software

Newsletter