X

Educação

Vice-diretor é filmado socando jovem na porta de uma escola em Santos ao defender seu aluno; assista

O caso ocorreu na noite da última terça-feira (28), em frente à escola estadual Olga Cury, localizada na Rua Alexandre Fleming, no bairro Aparecida (aguardando vídeo)

Da Reportagem

Publicado em 30/06/2022 às 16:00

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Vice-diretor é filmado socando jovem na porta de uma escola em Santos ao defender seu aluno / Reprodução

O vice-diretor de uma escola estadual foi flagrado agredindo um rapaz em Santos, na porta da instituição de ensino. Dois vídeos, que circulam na internet, mostram o momento. Segundo informações, a confusão teria começado porque o funcionário da escola agiu para defender um aluno no 9º ano.

Faça parte do grupo do Diário no WhatsApp e Telegram.
Mantenha-se bem informado.

O caso ocorreu na noite da última terça-feira (28), em frente à escola estadual Olga Cury, localizada na Rua Alexandre Fleming, no bairro Aparecida.

Nas imagens, é possível ouvir quando o jovem fala: ‘tá metendo o louco, parceiro?’, e empurra o vice-diretor, que tentava defender um aluno. Após esse ataque, o funcionário inicia as agressões. Ele dá um soco no rosto do rapaz que o empurrou. Em seguida, os dois caem no asfalto e continuam a trocar agressões.

Algumas testemunhas se aproximaram para tentar apartar a briga. As agressões só terminaram quando um grupo de alunos conseguiu segurá-los e afastá-los, levando um para cada lado.

Posicionamento da Seduc do Estado de São Paulo

De acordo com a Secretaria de Educação do Estado de São Paulo (Seduc-SP), o motivo da briga foi a intervenção do vice-diretor, que agiu para proteger um estudante do 9º ano do Ensino Fundamental, que era ameaçado por um homem na saída da unidade de ensino.

“Após afastar o aluno, o educador se tornou o alvo do agressor que passou a abordá-lo com truculência e empurrões, chegando às vias de fato". Ainda segundo a Seduc, o vice-diretor registrou um boletim de ocorrência sobre os fatos e o caso foi inserido na plataforma Conviva SP – Placon, que acompanha o registro de ocorrências escolares na rede estadual de ensino.

A Seduc-SP disse ainda que repudia qualquer forma de violência, dentro ou fora da escola, e que a unidade escolar e a Diretoria de Ensino estão à disposição dos responsáveis para esclarecimentos sobre o ocorrido.

 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Brasil

Nota Fiscal Paulista libera R$ 35,6 milhões; veja como resgatar

Do total, R$ 16,8 milhões são destinados a pessoas físicas que cadastraram seu CPF em compras feitas em abril

Manutenção Emergencial

Ponte Pênsil: pranchas de madeira danificadas são substituídas

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) realizou manutenção emergencial no equipamento, nesta terça-feira (16)

©2021 Diário do Litoral. Todos os Direitos Reservados.

Software