CAMPANHA DE 1 A 11

Vereador quer estudo para instalar chuveirinhos pagos nas praias de Santos

Rui de Rosis afirma que o equipamento seria concebido nos mesmos moldes aplicados na cidade de Itapema, no Estado de Santa Catarina

Comentar
Compartilhar
07 FEV 2020Por LG Rodrigues10h05
Moradores e turistas podem ter que baixar app e pagar para usar chuveirinhos da praia de SantosFoto: Nair Bueno / Diário do Litoral

O vereador Rui de Rosis (MDB) apresentou durante a primeira sessão ordinária de 2020 na Câmara Municipal, um requerimento destinado ao Executivo no qual ele solicita estudos para a implantação de chuveiros simbolicamente remunerados na orla da praia de Santos. Atualmente, o documento se encontra na Divisão de Apoio ao Legislativo, onde o requerimento foi aprovado para as devidas providências.

Em seu requerimento Rui pede, na forma regimental, que a Câmara oficie o prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), para que através dos seus setores competentes seja feito um estudo para analisar a viabilidade de implantar chuveiros na orla da praia, onde o uso seria através de remuneração simbólica.

Ainda no requerimento, de número 67/2020 e que pode ser conferido na íntegra no portal da própria Câmara dos Vereadores de Santos, o parlamentar explica que o equipamento seria concebido nos mesmos moldes aplicados na cidade de Itapema, no Estado de Santa Catarina.

De acordo com publicações do município catarinense, os chuveirinhos pagos foram instalados na cidade em dezembro de 2019. O uso dos chuveiros é cobrado por meio de um aplicativo que se utiliza de um código QR Code e que está disponível para iOS e Android.

Todos os usuários cadastrados ganham direito a 10 créditos gratuitos por banhista. Após esses bônus terem se esgotado, será necessário adquirir mais créditos diretamente no app. Cada crédito na cidade catarinense custa R$ 1,00 e dão direito a uma ducha com duração máxima de 1 minuto.

Nenhum outro vereador subscreveu no momento em que Rui anunciou seu requerimento.

O Diário do Litoral entrou em contato com a assessoria de imprensa do vereador para pedir mais explicações sobre a motivação do requerimento e recebeu uma nota de seu gabinete.

"É importante salientar que a ideia dos chuveiros de praia pagos nasceu de um pedido popular. Um vídeo da cidade de Itapema-SC viralizou aqui em Santos, e recebemos diversas solicitações para que a ideia fosse implantada. Depois disso, passamos a pesquisar os mecanismos e motivações para a iniciativa".

"São dois, os principais argumentos: O primeiro, e mais óbvio, é a preocupação ambiental. Ainda que com um valor simbólico, a utilização paga da água tende a fazer com que o consumo seja mais consciente. O segundo é o custo do serviço. Tanto a água limpa, quanto a manutenção dos equipamentos (válvulas, encanamentos, limpeza, etc.), demandam dinheiro. O valor poderia ser revertido para que os chuveirinhos estivessem sempre em melhores condições. Diante de tudo isso, decidi trazer a ideia ao plenário para ser apreciada pelos outros vereadores, que também tem contato direto com a população".

"Quanto ao mecanismo de funcionamento, é bastante simples. Um aplicativo de celular identifica, via QR Code, o chuveiro. O pagamento é feito de forma digital e a água é liberada por determinado período. O valor precisa ser definido via estudo, mas acredito que um valor simbólico é o ideal. Já traria o consumo consciente e a possibilidade de manutenção que esperamos com a medida", conclui a nota.

Ainda não há prazo para que o requerimento seja debatido pelos vereadores durante sessão ordinária ou extraordinária.