Trabalhadores ligados ao Sindserv fazem ato público e entram em greve geral

O movimento deflagrou uma a paralisação, em tempo indeterminado, por conta da falta de reajuste salarial

Comentar
Compartilhar
09 MAR 2017Por Da Reportagem10h50
Servidores fazem ato em frente ao Paço MunicipalServidores fazem ato em frente ao Paço MunicipalFoto: Rafaella Martinez/DL

Os servidores municipais de Santos, filiados aos Servidores Públicos Municipais de Santos (Sindserv), promoveram  na manhã de hoje (9) uma manifestação contra a Administração Municipal, seguida de ato público na Praça Mauá, em frente a Prefeitura de Santos. O movimento deflagrou uma greve por conta da falta de reajuste salarial. A paralisação é por tempo indeterminado. 

Em nota, a Prefeitura de Santos informou que todos os equipamentos de Saúde estão abertos e funcionando normalmente. Somente o Pronto Socorro da Zona Noroeste possui alguns funcionários que aderiram a greve, porém, a Reportagem esteve no local e constatou um movimentação normal com tempo de espero na média. 

Cemitérios, serviços de limpeza e zeladoria urbana e manutenção predial também estão funcionando normalmente. 

Na Educação, a situação é mais delicada. Em algumas escolas foi registrada uma adesão significativa à greve. Segundo a Administração Municipal, em algumas unidadades a falta de alunos foi grande. Para saber sobre o funcionamento das escolas, ligue para o (13) 3211-1818. 

Ainda na nota, a Prefeitura ressaltou que a Guarda Municipal reforça a vigilância em pontos sensíveis de prestação de serviço. "A presença da Guarda garantirá que os servidores que não aderirem à greve tenham acesso ao trabalho". 

Os agentes de trânsito atuarão normalmente, uma vez que a CET faz parte da administração indireta da Prefeitura e os funcionários não têm relação com sindicatos de servidores municipais.

A administração irá monitorar toda a rede municipal para garantir a prestação dos serviços essenciais à população. 

Rebatendo alguns boatos, a Prefeitura esclarece que não há salários atrasados e reitera que não houve aumento salarial para o Prefeito e Secretários.